Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Do polêmico 3 a 0 à liderança: a transformação do São Paulo desde o primeiro jogo contra Atlético-MG

Publicado

em

Do polêmico 3 a 0 à liderança: a transformação do São Paulo desde o primeiro jogo contra Atlético-MG

Diniz mexeu em praticamente todos os setores em três meses; compare as escalações

O São Paulo que entrará em campo nesta quarta-feira, às 21h30, no Morumbi, para enfrentar o Atlético-MG, em busca de aumentar a vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro, é completamente diferente daquele que enfrentou o mesmo adversário no primeiro turno.

São oito mudanças na comparação com a equipe que entrou em campo na sétima rodada. Em pouco mais de três meses, Fernando Diniz fez inúmeras mudanças na equipe principal e parece ter encontrado agora a melhor versão.

Com um time bem modificado, sem as presenças de Reinaldo e Daniel Alves, por exemplo, o São Paulo foi derrotado por 3 a 0, no Mineirão. A zaga era composta por Diego Costa e Léo, que agora deram lugar novamente a Bruno Alves e Arboleda.

No ataque, Brenner ainda estava longe de viver a grande fase de hoje. Naquela partida, ele só entrou no segundo tempo, em substituição a Paulinho Boia.

A estrutura da equipe também era diferente. O São Paulo jogava sem um volante de marcação e sofria bastante na defesa. Hoje, com Luan na função, Diniz aumentou a proteção aos zagueiros e deu mais equilíbrio ao sistema.

Compare abaixo as escalações do Tricolor:

7ª rodada – Atlético-MG 3 x 0 São Paulo

  • Tiago Volpi, Igor Vinicius, Diego Costa, Léo e Liziero; Tchê Tchê, Gabriel Sara, Hernanes, Paulinho Boia; Pablo e Luciano.

26ª rodada – São Paulo x Atlético-MG

  • Tiago Volpi, Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan, Gabriel Sara, Daniel Alves e Igor Gomes; Brenner e Pablo.

Na comparação das duas escalações, apenas Gabriel Sara e Pablo devem estar entre os titulares nesta quarta-feira. O atacante, porém, só deve ser escalado devido a ausência de Luciano, lesionado.

Desde a derrota por 3 a 0 para o Galo, o São Paulo acumulou 17 jogos sem perder no Brasileirão. A sequência foi quebrada no último domingo, quando o Tricolor foi derrotado pelo Corinthians, em Itaquera.

Diferentemente do duelo do primeiro turno, o jogo desta quarta é tratado pelo São Paulo como uma final. Vencer significa abrir sete pontos para o rival na disputa pelo título do Brasileirão. Uma derrota, por sua vez, é ver a vantagem cair para apenas um ponto. Hoje, o Tricolor tem 50 contra 46 do Atlético-MG.

Polêmica de arbitragem

O jogo do primeiro turno entre São Paulo e Atlético-MG também protagonizou uma polêmica de arbitragem que causou grande discussão sobre a aplicação do VAR em lances de impedimento.

No lance em questão, Tchê Tchê cruzou para Luciano dentro da área, aos 30 minutos do primeiro tempo, e o atacante empurrou para o gol. As linhas traçadas pelo árbitro de vídeo constataram a impedimento.

Gaciba fala sobre o erro de arbitragem no jogo entre Atlético-MG x São Paulo: "A linha não foi colocada no local correto"

Gaciba fala sobre o erro de arbitragem no jogo entre Atlético-MG x São Paulo: “A linha não foi colocada no local correto”

Quase um mês depois, o presidente da comissão de arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba, admitiu o erro do VAR. A alegação foi de que as linhas traçadas estavam no lugar errado para a análise.

Após isso, o São Paulo pediu a anulação da partida, mas o STJD indeferiu. De acordo com o despacho de Otávio Noronha, presidente do STJD, o clube perdeu o prazo legal para entrar com o pedido da impugnação da partida. O artigo 85 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva) determina prazo de dois dias após a entrada da súmula na CBF para que a reclamação seja entregue ao tribunal.

.

.

.

GE – Globo Esporte.

mais lidas