Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Política

Diretor do Iamspe nega crise denunciada por Pignatari

Publicado

em

Diretor do Iamspe nega crise denunciada por Pignatari

Para Dourival Lemes, o atendimento pelo órgão é rápido e não existe reclamação na unidade de Rio Preto; até presentes de usuários ele dizer recebido como gratidão.

O diretor regional do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe) em Rio Preto, Dourival Lemes contestou o deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB), que recentemente, em discurso na Assembleia Legislativa denunciou uma série de problemas no atendimento ao usuário, alegando atraso nos repasses do governo para o órgão. “Aqui está tudo bem. Não há nenhum problema”, afirmou Lemes.

O parlamentar usou a tribuna da Assembleia para criticar o governo de Marcio França (PSB), que segundo ele não estaria cumprindo com os repasses, causando caos no atendimento. ”Não tenho conhecimento dessa situação”, disse Douribal Lemes. Ele explicou que sua unidade recebe apenas verba de manutenção, sendo os repasses feitos diretamente á superintendência.

“Não há nenhuma dificuldade. Nosso Iamspe, aqui, funciona perfeitamente, num nível de satisfação quase 100%”, assegurou Lemes. Segundo ele, a unidade local não tem problema com médicos credenciados, nem com a Santa Casa, que é o hospital referência. ”Tudo corre na mais perfeita normalidade”, garantiu. 

Ao discursar recentemente, Carlão destacou que “o Iamspe não terá mais recursos para fazer os pagamentos dos funcionários dos hospitais, das prestações de serviços para os funcionários públicos do Estado”. Segundo ele, os dirigentes do Iamspe solicitaram ao Governo o repasse de R$ 150 milhões para arcar com os custos até o fim deste ano. “O deputado deve responder pelo que está falando. Não há problema nenhum. O usuário é sempre bem atendido”, contestou Dourival Lemes.

Carlão ressaltou que recebeu a informação de que o superintendente do Instituto, Márcio Cidade, solicitou exoneração do cargo, justamente pela falta de repasses financeiros.

“Infelizmente, não é prioridade desse Governo repassar dinheiro para a Saúde. A prioridade é fazer asfalto, fazer outras coisas, passar dinheiro para o Esporte, para um monte de coisa, menos para a saúde do nosso servidor público. Fiquei muito triste com isso”, disse o deputado.

Para Dourival Lemes, se há algum atraso em repasse “isto é muito normal, mas não há nenhum problema que afete Rio Preto. Eu não tenho conhecimento disso”, disse. Para Dourival, o atendimento ao usuário não apresenta problema. Ele disse que não há filas e que os próprios usuários demonstram satisfação. O atendimento é rápido. “Muitos pacientes, às vezes, dão até dão presentes. Esses dias mesmo cheguei na minha sala e tinha dois pacotes. Perguntei o que era aquilo e me disseram que eram presentes de usuários”, contou Lemes. 

Carlão insiste na denúncia e lembra que não falta dinheiro para o governo. “Os recursos existem, pois são efetuados os descontos nos salários dos servidores, o equivalente em média a 2%. “Há hospital que está com atraso de 50% há 60 dias. Esse dinheiro é para pagar funcionário público, médico, prestação de serviço às nossas Santas Casas, enfim, a todas as organizações de Saúde de São Paulo”, critica. A superintendência do Iamspe foi procurada pelo BOM DIA, porem até o fechamento desta edição não havia respondido.

mais lidas