Destaque Principal Política

Diário de São Paulo inova com debate eleitoral “on-line”.

Redação
Escrito por Redação

Os candidatos que compareceram ao primeiro debate “on-line” da história política do País apresentaram suas principais propostas.

O primeiro debate eleitoral “on-line” da história foi realizado na noite desta terça-feira, 27, pelo jornal Diário de São Paulo

Os candidatos a prefeito de São Paulo, apresentaram suas propostas e debateram sobre os principais problemas da cidade, destacando a ausência dos candidatos Guilherme Boulos (PSOL), Celso Russomano (Republicanos) e Bruno Covas (PSDB).

A iniciativa de transmitir um debate ao vivo pela internet alcançou resultado acima das expectativas dos organizadores. Mais de 200 mil visualizações foram registradas durante o evento em diversas redes sociais.

A estrutura montada para realização do debate contou com o apoio técnico, produção e jornalistas, com mediação de Marcelo Emerson e Camila Smithz. A experiência foi bem avaliada pelos candidatos que participaram do debate. A repercussão foi grande entre políticos e a mídia.

O convite para a participação do debate foi feito de maneira igualitária aos candidatos que tinham pelo menos 1% de intenção de votos nas pesquisas recentes registradas na Justiça Eleitoral. O debate foi dividido em cinco blocos e as regras foram definidas com todas as assessorias dos participantes.

.
HISTÓRICO – Um marco histórico para a democracia do país. Na terça-feira, o Diário de São Paulo promoveu, através de suas redes sociais, o debate dos candidatos à Prefeitura de São Paulo.

PARTICIPANTES – Os candidatos que estiveram presentes no debate, que teve início as 21 horas, foram: Andrea Matarazzo, Márcio França, Levy Fidélix, Artur do Val, Jilmar Tatto, Marina Helou, Orlando Silva e Joice Hasselmann.

Os temas discutidos foram: mobilidade, transporte, educação, zeladoria, economia, habitação, segurança e saúde.
Os temas corrupção e crime organizado também estiveram presentes durante o debate e foram bem discutidos pelos candidatos.

A valorização da democracia foi tema recorrente durante o debate. O candidato Márcio França ressaltou que os candidatos ausentes “fugiram do debate”, e chegou a fazer uma “placa”, escrita à mão por ele: “Quero lembrar quem não veio aqui no debate: Boulos, Bruno e Celso, da BBC de Londres, os candidatos de outro país né?”

Em poucos momentos os candidatos se excederam e durante todo o debate mantiveram a classe.
O Consultor Jurídico do debate, o advogado Amilton Augusto, observou que “não houve qualquer necessidade de avaliação de pedidos de resposta pelos candidatos. A maioria das questões abordaram programas de governo e políticas públicas necessárias à melhoria da cidade. O debate contribuiu para o fortalecimento da democracia “.

O Instituto Política Viva apoiou o evento, enviando questões que foram respondidas pelos candidatos.

A representante do movimento, Rosângela Lyra, parabenizou todos os envolvidos na realização do evento, salientando que “em tempos de tanta desinformação, é salutar para o amadurecimento da democracia a realização do debate público, que leva informação ao cidadão, para que ele possa fazer melhores escolhas em termos políticos”.

Numa época em que as redes sociais se popularizam cada vez mais e servem de fonte de informação para grande parte da população, o Jornal Diário de São Paulo inova e faz história. Promover um debate através de uma “live”, meio muito utilizado durante esse período de pandemia, mostra a preocupação do veículo em levar à população a informação e fortalecer a democracia.

 

Assista o debate na íntegra:

 

Sobre o autor

Redação

Redação

%d blogueiros gostam disto: