Siga nossa Redes

Sem categoria

Derrotas dos apadrinhados de Bolsonaro são “termômetro” para 2022

Redação

Publicado

em

Derrotas dos apadrinhados de Bolsonaro são "termômetro" para 2022

Bolsonaro deve repensar as estratégias para a campanha de 2022 caso invista na reeleição

A  derrota dos apoiados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nas eleições municipais é vista como um termômetro para a corrida eleitoral de 2022.

Bolsonaro deve repensar as estratégias para a campanha de 2022 caso invista na reeleição, segundo informações de pessoas próximas do presidente obtidas pelo jornal O Globo.

O apoio de Jair Bolsonaro teria conseguido impulsionar a candidatura de Marcelo Crivella (Republicanos) no Rio de Janeiro, que irá para o segundo turno com Eduardo Paes (DEM). Em São Paulo, o apoio do presidente não surtiu o mesmo efeito com Celso Russomano (Republicanos) que está fora do segundo turno da capital paulista.

Em Recife, a Delegada Patrícia (Podemos) apoiada por Bolsonaro teve uma queda em quatro posições na disputa e também está fora do segundo turno.

Mesmo com as derrotas de muitos apoiados, Bolsonaro reforçou nas redes sociais que “a esquerda” era quem havia sofrido perdas.

Em contraste com o depoimento do presidente, São Paulo passa a ter o PSOL como terceira maior bancada na Câmara de Vereadores .

.

.

.

Agência O Globo

Publicidade
Publicidade

mais lidas