Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Política

Depois do rombo, prefeito quer mudanças

Publicado

em

Depois do rombo, prefeito quer mudanças

Uma meta do prefeito, anunciada nessa terça-feira, é procurar recuperar o máximo do que foi desviado dos cofres públicos e que segundo a Polícia Federal estão sendo calculados entre R$ 5 milhões e R$ 10 milhões, para que o prejuízo para a população seja o menor possível.

Depois que a Polícia Federal (PF) desmontou um esquema de desvio de dinheiro dos cofres da Prefeitura de Jales, o prefeito Flávio Prandi Franco (DEM), indignado, decidiu estudar como evitar que outros casos aconteçam. O esquema, segundo a PF, era comandado pela tesoureira Érica Cristina Carpi Oliveira, presa na terça-feira (31).

Como o procurador jurídico do município, Pedro Callado já havia adiantado, o prefeito disse que o rigor no acompanhamento das contas públicas será mais criterioso, feito internamente, inclusive com conselhos municipais e pelo Tribunal de Contas do Estado.

Franco afirmou estar “muito abalado” e não soube explicar como tudo isso aconteceu ao longo de mais de dez anos. ‘Se mesmo com todo esse rigor na fiscalização, coisas como essa acontecem, é preciso aperfeiçoar esse sistema”, disse.

Uma meta do prefeito, anunciada nessa terça-feira, é procurar recuperar o máximo do que foi desviado dos cofres públicos e que segundo a Polícia Federal estão sendo calculados entre R$ 5 milhões e R$ 10 milhões, para que o prejuízo para a população seja o menor possível.

Na entrevista coletiva concedida, o prefeito disse ainda que vai aguardar o as investigações para devolver o cargo à secretária de Saúde, Maria Aparecida Martins que teve sua prisão temporária revogada a pedido do delegado Cristiano de Pádua que não viu nela indícios de envolvimento no caso e conforme afirmou em entrevista coletiva ontem, logo depois da deflagração da Operação Farra do Tesouro, ela também se comprometeu em colaborar com as investigações.

A Polícia Federal continua ouvindo os investigando servidores municipais que tinham relações com a servidora presa para saber se existe mais alguém envolvido e se isso acontecer, os mesmos deverão ser penalizados.

mais lidas