Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

De volta ao Top 100, Bia Haddad estreia com vitória no ITF de Macon

Publicado

em

De volta ao Top 100, Bia Haddad estreia com vitória no ITF de Macon

Número 1 do Brasil mantém sequência positiva no circuito depois de fazer história no WTA 1000 de Indian Wells, nos EUA

Dez dias depois de atingir a maior marca do tênis brasileiro feminino na Era Aberta, pelo WTA 1000 de Indian Wells, cuja campanha a devolveu ao Top 100 do mundo, Bia Haddad segue ampliando seu caminho em solo norte-americano. Nesta quarta-feira, a atual 94ª do ranking mundial e número 1 do Brasil estreou com vitória pelo ITF W80 de Macon, na Geórgia. A vítima da vez foi a suíça Leonie Kung (#171), que não evitou a derrota por 2 sets a 0, com direito a pneu, em parciais de 6/0 e 6/4.

Bia Haddad faz história em Indian Wells — Foto: Divulgação / BNP Paribas Open

Bia Haddad faz história em Indian Wells — Foto: Divulgação / BNP Paribas Open

Depois de alcançar as oitavas de final do WTA 1000 de Indian Wells ao bater a tcheca Karolina Pliskova, número 3 do mundo e principal favorita ao título daquele torneio, a brasileira de 25 anos se despediu ao ser superada por Anett Kontaveit, da Estônia, por 2 sets a 0. A derrota, no entanto, não intimidou a paulistana de 25 anos, que segue acumulando bons resultados e deixando novos nomes pelo caminho.

Bia Haddad em atuação em Indian Wells — Foto: Matthew Stockman/Getty Images

Bia Haddad em atuação em Indian Wells — Foto: Matthew Stockman/Getty Images

A estreia do W80 marcou o primeiro encontro entre Bia e Kung no circuito. Cabeça de chave número 4, a brasileira não tomou conhecimento da adversária suíça e, logo no início do embate, mostrou o cartão de visita que o credencia a um dos grandes nomes da temporada no tênis brasileiro. Com um primeiro set sólido e dominante do início ao fim, a paulistana emendou uma boa sequência no primeiro serviço e administrou a vantagem, fechando com um pneu.

De volta para o segundo set, Bia manteve o ímpeto inicial e controlou as ações em quadra. Do outro lado, Kung ainda esboçou reação e chegou a encostar no placar, mas o dia era da brasileira, que fechou em 6 a 4. Ao todo, foram 6 aces da paulistana, que faturou 82% dos pontos no primeiro serviço, ampliando ainda mais as perspectivas no circuito. Sua próxima adversária será a norte-americana Robin Anderson, que passou pela polonesa Katarzyna Kawa por 2 sets a 0, parciais de 7/5, 6/4. Disputado em quadras de piso duro, o W80 rende 120 pontos no ranking da WTA.

Temporada de redenção

Com o resultado conquistado nesta quarta-feira, Bia já soma 67 vitórias em 2021, considerando todos os níveis de competição do circuito. A tenista de São Paulo chegou a ficar mais de dez meses fora das competições após cumprir suspensão por doping em 2020, que culminou em sua queda no ranking mundial. Não bastasse isso, somando ao afastamento das quadras em razão da pandemia de Covid-19, ela também teve de se submeter a uma cirurgia para a retirada de um tumor diagnosticado na mão esquerda. Se há um ano a ex-top 60 do mundo viveu um dos piores momentos de sua carreira, este ano o cenário é diferente.

Em Indian Wells, Bia quebrou um jejum de três anos fora de uma chave principal de WTA 1000. Com a campanha na Califórnia, somada aos cinco títulos de ITF faturados neste ano, a brasileira busca outro bom resultado no W80 de Macon para encaminhar de vez a classificação direta para a chave principal do Australian Open, primeiro Grand Slam da próxima temporada, que inicia em janeiro.

.

.

.

Globo Esporte

mais lidas