Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Danilo Avelar, do Corinthians, admite ter cometido ato racista em jogo online: “Me envergonho”

Publicado

em

Danilo Avelar, do Corinthians, admite ter cometido ato racista em jogo online: "Me envergonho"

Em comunicado, jogador se desculpa por frase; clube diz que apura o caso

O zagueiro Danilo Avelar, do Corinthians, admitiu ter cometido um ato racista em um jogo online.

Durante uma partida de Counter-Strike: Global Offensive na noite desta terça-feira, o jogador postou um comentário em que dizia a outro usuário: “Fih (filho) de rapariga preta”.

Perfil D.A35, atribuído a Danilo Avelar, faz manifestação racista — Foto: Reprodução

Perfil D.A35, atribuído a Danilo Avelar, faz manifestação racista — Foto: Reprodução

Na manhã desta quarta, Avelar admitiu: foi dele mesmo a frase. Ele pediu desculpas. Diz o comunicado do zagueiro:

“Fala, galera. Venho aqui falar para vocês sobre a injúria de conotação racial que tem rolado pelas redes sociais atrelada ao meu nome.

Antes de mais nada, quero admitir o meu erro. O que eu escrevi durante a partida não condiz com o que penso e o que vou ensinar a meu filho.

Todos sabem que eu jogo CS:GO e, em uma das partidas, fui ofendido por um jogador estrangeiro na minha condição de brasileiro. Perdi a cabeça, mas, infelizmente piorei a situação: cometi o grave erro de escrever a um adversário uma frase de conotação racista.

Errei, falhei e me envergonho muito disso. Na nossa sociedade temos que abolir qualquer forma de racismo.

Gostaria de me desculpar com todos, sem exceção, mas sobretudo com a comunidade afrodescendente. De coração aberto, estou disposto a fazer desse erro um aprendizado honesto e integral.

Este caso me abriu os olhos para este grave problema em nossa sociedade. A reflexão que fica é que devemos fazer mais para combater o racismo com vigor e urgência, sem brechas nem exceções.

Também quero me desculpar com o Corinthians, uma instituição que desde sempre prega e luta pela igualdade, com a Fiel torcida e com meus companheiros de equipe.

Reitero, uma vez mais, que meu histórico e meu caráter não condizem com o que escrevi e que estou disposto a crescer, melhorar e mudar.

Abraços, Danilo Avelar.”

A diretoria do Corinthians se reuniu nesta quarta-feira para decidir o que fazer com o atleta. Uma decisão deve ser tomada até o fim do dia. Torcedores pressionam pela rescisão. Antes do posicionamento de Avelar, o clube, em nota, afirmou que estava apurando o caso.

“O Sport Club Corinthians Paulista informa que tomou conhecimento do incidente que envolveu o nome do atleta Danilo Avelar nas redes sociais e que está apurando os fatos e o contexto. Atualizaremos nossa posição tão logo seja possível.”

Fã do game e sócio de um time, Danilo Avelar estava jogando na Coliseum, uma plataforma privada de gerenciamento de partidas, quando fez a ofensa. A plataforma anunciou que ele foi banido.

Depois de o caso viralizar nas redes sociais, o perfil de Avelar ficou trancado. E também foram alteradas todas as informações visíveis, como a foto, o nome e o link de acesso. O mesmo aconteceu em outra plataforma privada em que o atleta costuma jogar com amigos.

O episódio viralizou nas redes sociais. A primeira reação de Danilo Avelar, em resposta a alguns perfis, era de que tentava entender o que estava acontecendo.

Interação de Danilo Avelar com internauta sobre acusação de racismo — Foto: Reprodução

Interação de Danilo Avelar com internauta sobre acusação de racismo — Foto: Reprodução

O jogador se recupera de cirurgia no joelho direito, realizada em outubro do ano passado, após lesão em clássico contra o Santos. A previsão de retorno era de oito meses. No momento, ele está iniciando a transição para os treinamentos em campo.

Danilo Avelar, zagueiro do Corinthians — Foto: Rodrigo Coca / Ag.Corinthians

Danilo Avelar, zagueiro do Corinthians — Foto: Rodrigo Coca / Ag.Corinthians

.

.

.

Fontes: Ge – Globo Esporte.

mais lidas