Destaque Principal Economia

Covid-19: Campinas multa 21 estabelecimentos na 1ª semana na fase verde; veja regras descumpridas

REPRODUÇAÕ | (G1)
Redação
Escrito por Redação

Agentes da prefeitura visitaram 189 locais nos últimos sete dias e multaram quem estava descumprindo regras do protocolo sanitário de prevenção à doença.

Campinas (SP) completa, neste sábado (17), uma semana na fase verde do Plano SP de retomada da economia. Com o avanço, após a cidade permanecer por 62 dias na fase amarela, a prefeitura manteve as ações de fiscalização nos estabelecimentos, que devem continuar seguindo as medidas de prevenção ao contágio da Covid-19. Em sete dias, 21 locais foram multados.

Durante os últimos sete dias, os agentes vistoriaram 189 locais, entre comércios e serviços, como lojas, academias, salões de beleza, restaurantes e outras atividades econômicas. Os 21 apresentavam algum tipo de desrespeito ao protocolo sanitário e receberam multa de R$ 1.446,44. Em caso de reincidência, o valor dobra.

Na ação, realizada constantemente, os fiscais verificam, por exemplo, controle de fluxo de pessoas, demarcação no piso para garantir o distanciamento, disponibilização de álcool em gel, fornecimento de máscaras em número suficiente para os funcionários e, ainda, a declaração de estabelecimento responsável.

Na fase verde, houve aumento no horário de funcionamento e na capacidade dos estabelecimentos, para atividades flexibilizadas anteriormente, e também ficou permitida a realização de eventos, convenções e atividades culturais com público em pé após 28 dias de estabilidade. Veja abaixo as mudanças.

Kerlen Viana trabalha em um comércio de Campinas e destaca a importância de todos seguirem as regras. Ela relata que, apesar de os estabelecimentos adotarem as recomendações, alguns clientes insistem em desrespeitá-las.

“Tem um pessoal que acha que acabou a pandemia e está agindo naturalmente, sem passar álcool, sem usar a máscara. Eu fico preocupada, tenho uma mãe idosa em casa, então não posso ficar me expondo dessa maneira”, diz.

O que muda na fase verde?

  • Shoppings e comércio de rua podem abrir por 12 horas e com aumento da capacidade para 60%.
  • Após 28 dias de estabilidade, eventos convenções e atividades culturais podem ser realizados com público em pé, mas com obrigação de controle e hora marcada.
  • Bares e restaurantes também podem abrir por 12 horas, desde que iniciem as atividades depois das 6h e terminem às 22h, com permanência no local até 23h.
  • Salões de beleza e barbearia podem abrir por 12 horas e com aumento da capacidade para 60%.
  • Academias de esporte de todas as modalidades e centros de ginástica podem abrir por 12 horas e com 60% de capacidade.

De junho a outubro

Um outro balanço divulgado pela prefeitura à EPTV, afiliada da TV Globo, mostra que desde o início da retomada gradual dos setores, em junho, até o atual momento, 8.247 estabelecimentos passaram por fiscalização.

Destes, 758 foram fechados por desrespeitarem as regras, enquanto 640 receberam multas e outros 1.396 foram intimados a regularizar o funcionamento.

Quem faz as ações

Segundo a administração municipal, são realizadas diariamente ações de rotina pelos órgãos fiscalizadores do município: Vigilância Sanitária, Setec, Procon, Departamento de Urbanismo da Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo, Guarda Municipal e Defesa Civil.

Além disso, uma vez por semana, há uma ação da força-tarefa de fiscalização, que reúne todos esses setores.

Quem presenciar alguma situação contrária ao protocolo sanitário, pode fazer uma denúncia pelo telefone 156.

.

.

.

Por G1

Sobre o autor

Redação

Redação

%d blogueiros gostam disto: