Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Corte Eleitoral adia resultados das eleições no Uruguai

Publicado

em

REUTERS

Neste domingo, quase 2,7 milhões de uruguaios foram às urnas para definir, em segundo turno, quem será o próximo presidente do país. Com um “empate técnico”, a Corte Eleitoral anunciou que o resultado definitivo será divulgado no final da semana, após a contagem dos “votos observados”.

Na noite de ontem, com uma apuração muito tensa e a disputa acirradíssima entre os dois candidatos, a festa da vitória teve de ser adiada. Luis Lacalle Pou, do Partido Nacional, recebeu 48,71% dos votos (1.168.019 votos), enquanto Daniel Martínez, da coalizão Frente Ampla, recebeu 47,51% (1.139.353 votos).

Apesar da pequena vantagem do candidato de centro-direita, Lacalle Pou, o atual presidente, Tabaré Vázquez, teria pedido calma e sugerido que se aguarde a contagem dos “votos observados” para a conclusão da apuração.

O que são os votos observados?

No Uruguai, assim como no Brasil, cada eleitor deve votar em um colégio eleitoral específico. No entanto, quando isso não é possível, o cidadão tem o seu voto “observado”. É o caso de uma pessoa que foi convocada a trabalhar de mesária em um colégio eleitoral diferente daquele em que está habilitada a votar. É um procedimento especial para que a validade do voto possa ser confirmada posteriormente. Por isso, esses votos demoram mais do que os votos “normais” a serem contabilizados.

A Corte Eleitoral afirma que, até sexta-feira, dia 29, já deve ter apurado os 35.229 votos observados.

No entanto, a diferença entre os candidatos é de 28.666 votos, sem considerar os observados. É praticamente impossível que Daniel Martínez reverta o placar da disputa, uma vez que deveria receber mais de 90% dos votos observados para conseguir ultrapassar Lacalle Pou.

Apesar da vantagem, os blancos (apoiadores do Partido Nacional) não tiveram uma noite fácil durante a apuração dos votos. As pesquisas divulgadas durante a campanha do segundo turno davam uma vitória muito mais folgada a Lacalle.

Daniel Martínez, até o momento, não reconhece a derrota e esperará a apuração final. Ele não telefonou ao opositor para cumprimentar pela (quase) vitória.

Após a contagem dos votos observados, o Uruguai terá seu resultado definitivo divulgado. No entanto, independentemente de quem seja o próximo presidente, uma coisa ficou clara: há um país extremamente dividido entre a continuação do governo de esquerda, no poder há 15 anos, e a alternância de poder, com um partido de centro-direita, representado por Lacalle Pou.

 

 

Por Agência Brasil

mais lidas