Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Corregedor-geral de Sorocaba presta depoimento na CPI que investiga diploma de ex-assessora

Publicado

em

Gustavo Barata disse que arquivou o primeiro processo por se tratar de denúncia vaga. PTB quer reaproximação de vice-prefeita com José Crespo.

O corregedor-geral de Sorocaba (SP), Gustavo Barata, prestou depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a denúncia de uso de diploma falso pela ex-assessora do prefeito José Crespo (DEM), Tatiane Polis.

Barata respondeu todas as perguntas dos vereadores, nesta quinta-feira (20), mas não agradou os integrantes da CPI. O servidor explicou que começou a apurar a formação escolar da ex-assessora em maio, mas não levou o caso adiante porque comprovou que ela tinha cursado o ensino superior, requisito para ocupar o cargo.

A investigação foi aberta em um dia e arquivada no outro. “A pressuposição é que, tem o [ensino] superior, tem o médio”, disse Barata. Após a denúncia apresentada pela vice-prefeita Jaqueline Coutinho (PTB), a corregedoria reabriu a investigação.

Vereadores questionaram arquivamento do primeiro processo de investigação sobre a ex-assessora (Foto: Reprodução/TV TEM)

Vereadores questionaram arquivamento do primeiro processo de investigação sobre a ex-assessora (Foto: Reprodução/TV TEM)

“Nós ali exaurimos porque não tinha uma verossimilhança. Uma possibilidade de eu acreditar naquela denúncia, pelo contrário. Eu tinha uma publicação do Diário Oficial e uma confirmação da instituição de ensino. Então em quem eu vou acreditar: naquela publicação, da instituição que vive disso, ou numa denúncia vaga? Não justificava eu verificar outros elementos para trabalhar em um processo vago”, afirma Barata.

Os vereadores questionaram um possível vazamento de informações, já que o relatório da corregedoria – que recomendou a exoneração da assessora – saiu no mesmo dia em que ela pediu para deixar o cargo. Barata negou a suspeita e disse que os processos são sigilosos.

Sobre a devolução do dinheiro recebido pela assessora durante os seis meses que ficou na prefeitura, o corregedor disse que vai apurar a possibilidade.

PTB quer a reaproximação de vice com o prefeito de Sorocaba

PTB quer a reaproximação de vice com o prefeito de Sorocaba

Reaproximação e volta ao gabinete

A vice-prefeita de Sorocaba (SP), Jaqueline Coutinho, deve entrar na Justiça nesta sexta-feira (21) com um pedido para voltar a trabalhar na sala que ocupava no Paço Municipal. O prefeito José Crespo pediu que a vice retirasse seus objetos pessoais do 6º andar da prefeitura.

Nesta quinta-feira (20), um representante do diretório estadual do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) esteve na cidade e disse que vai ser proposta uma trégua entre o prefeito e a vice.

Na tentativa de resolver a situação, o PTB, partido de Jaqueline, convocou uma coletiva de imprensa. O discurso dos representantes é propor uma conversa entre os partidos. “As coisas são difíceis, mas não tão difíceis que não dê para resolver. Duas pessoas inteligentes, vão conseguir achar um caminho”, afirma Cláudio Ferreira, membro do diretório estadual do PTB.

Jaqueline Coutinho vai acionar a Justiça para voltar ao gabinete no Paço Municipal (Foto: Reprodução/TV TEM)

Jaqueline Coutinho vai acionar a Justiça para voltar ao gabinete no Paço Municipal (Foto: Reprodução/TV TEM)

Confusão política

A confusão envolvendo o prefeito e a vice-prefeita de Sorocaba repercutiu nas redes sociais na noite do dia 25 de junho, após um relato publicado pela mãe de Jaqueline, dizendo que o prefeito havia agredido a filha e um secretário. Na época, Jaqueline recebeu o G1 em casa para falar sobre o caso e disse que foi vítima de agressão verbal por conta da denúncia.

Segundo Jaqueline, ela recebeu a denúncia sobre a falta de diploma do ensino fundamental da Tatiane Polis, que ocupava um cargo de assessora nível III da prefeitura, cujo salário do cargo – de acordo com o Portal da Transparência – é de cerca de R$ 9,1 mil mensais.

Quando ela se reuniu com Crespo e outros secretários para cobrar dele uma posição sobre a denúncia, o prefeito teria dito que o assunto estava encerrado e pediu para que ela se retratasse com a assessora. Crespo alegou que a funcionária havia sido constrangida.

Tatiane Polis prestou depoimento à CPI da Câmara de Vereadores que investiga confusão na prefeitura (Foto: Reprodução/TV TEM)

Tatiane Polis prestou depoimento à CPI da Câmara de Vereadores que investiga confusão na prefeitura (Foto: Reprodução/TV TEM)

CPI

No dia 13 de julho – mais de 15 dias depois do episódio – a vice-prefeita Jaqueline Coutinho registrou um boletim de ocorrência por injúria contra o prefeito de Sorocaba.

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi aberta para apurar a denúncia do suposto uso de diploma falso pela então assessora Tatiane Polis. A CPI realizaria uma investigação paralela a da Comissão Processante, montada para investigar possíveis irregularidades que levaram ao desentendimento entre José Crespo e a vice.

A CPI notificou Tatiane Polis a depor na Câmara e, no dia 14 de julho, ela se apresentou com o advogado e rebateu todas as acusações feitas pela vice-prefeita. Três dias depois, Tatiane pediu exoneração do cargo e José Crespo enviou um documento para Jaqueline Coutinho solicitando que ela desocupasse a sala na prefeitura em 24 horas.

Diante do pedido, Jaqueline Coutinho registrou um novo boletim de ocorrência contra Crespo e afirmou que iria trabalhar normalmente no dia seguinte. Entretanto, a vice-prefeita desistiu de dar expediente em seu gabinete e disse iria reavaliar a situação.

No dia 19 de julho, a Polícia Civil indiciou a ex-assessora direta do prefeito de Sorocaba por uso de documento falso e encaminhou os boletins de ocorrência de Crespo e Jaqueline ao Ministério Público e a CPI, informando que não daria continuidade às investigações.

Jaqueline e Crespo teriam se reconciliado, de acordo com a nota oficial emitida pela Prefeitura de Sorocaba (Foto: Reprodução/Facebook)

Jaqueline e Crespo teriam se reconciliado, de acordo com a nota oficial emitida pela Prefeitura de Sorocaba (Foto: Reprodução/Facebook)

mais lidas