Siga nossa Redes

Política

Coronéis criticam governo Bolsonaro e pedem saída de Pazuello da Saúde

Redação

Publicado

em

Coronéis criticam governo Bolsonaro e pedem saída de Pazuello da Saúde

Marcelo Pimentel e Péricles da Cunha avaliam mal a atuação do presidente e do ministro da Saúde durante a pandemia

Além de receber  críticas vindas de generais como Santos Cruz, Francisco Mamede Brito e Sérgio Ferolla, o  governo Bolsonaro se tornou alvo dos coronéis Marcelo Pimentel Jorge de Souza e Péricles da Cunha. As informações foram dadas pelo jornalista Marcelo Godoy, do Estado de S.Paulo .

Marcelo Pimentel, devido ao histórico militar do presidente, nunca apoiou Jair Bolsonaro . “Bolsonaro não é Trump , mas pode e deve ser derrotado nas urnas. Ele e o partido militar, que não é o Partido Republicano”, disse o coronel à coluna de Marcelo Godoy.

Recentemente, Pimentel escreveu o texto O logístico que não segue o Manual , criticando a atuação do general Eduardo Pazuello como ministro da Saúde . O coronel diz que “O Manual de Logística do Exército Brasileiro é a ‘bíblia’ do oficial de logística, de cadete a general”.

Ele afirma que a “única razão alegada pelo governo para que o general forças especiais [Pazuello], da ativa, oriundo do Serviço de Intendência, seja ministro da Saúde durante a pandemia , em vez de médicos ou políticos, é sua ‘enorme capacidade logística'”.

Pimentel critica ainda a “falta de bom relacionamento com governadores”, a “divulgação de dados confusos”, o “atraso no levantamento de necessidades de seringas” e o “investimento em tratamentos cientificamente questionáveis, como a hidroxicloroquina e vermífugos”.

“Você acha que o ‘logístico’ está seguindo o manual de logística? Eu acho que não! Logo, pede pra sair …Pazuello!”, conclui o coronel Marcelo Pimentel.

O coronel Péricles da Cunha também criticou o ministro Pazuello. “Se o despreparo do general intendente no Ministério da Saúde equivalesse ao do Exército, a Bolívia poderia conseguir sua saída para o mar. Pelo Atlântico”, disse.

Além de Péricles da Cunha e Marcelo Pimentel, o tenente-brigadeiro Sérgio Xavier Ferolla já demonstrou insatisfação com o presidente e o ministro da Saúde. Ele declarou que o governo Bolsonaro “infelizmente, por deturpação ideológica e incompetência, reprime a correta manifestação de cientistas”.

.

.

.

iG

Publicidade

mais lidas