Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Corinthians já usou mais atletas da base neste Brasileirão do que em toda a edição anterior

Publicado

em

Corinthians já usou mais atletas da base neste Brasileirão do que em toda a edição anterior

Compare o número de crias do clube que o Timão usou nas últimas duas edições do campeonato

Embora ainda faltem 11 rodadas para o Corinthians disputar no Campeonato Brasileiro, o Timão já levou a campo na atual edição do torneio mais jogadores formados em suas categorias de base do que no ano anterior, na edição de 2019.

Nas 27 rodadas disputadas pelo Timão neste Brasileiro, nove jogadores que passaram pela base foram a campo em pelo menos um jogo. São eles:

  • Gabriel Pereira (meia-atacante);
  • Gustavo Mantuan (meia-atacante);
  • Ruan Oliveira (meia atacante);
  • Lucas Piton (lateral-esquerdo/ponta);
  • Roni (volante);
  • Xavier (volante);
  • Janderson (atacante);
  • Jô (atacante);
  • Fagner (lateral-direito).

 

Entre os nove, dois jogadores foram formados na base há cerca de 15 anos e, hoje, são lideranças no elenco: Fagner, de 31 anos, e Jô, de 33.

Os outros sete passaram pelo time sub-20 no último ano e acabaram integrados pelos treinadores que comandaram o time principal: Tiago Nunes, Dyego Coelho e Vagner Mancini.

Janderson, que já estava no clube em 2019, fez um jogo no Brasileirão-20 e depois foi emprestado ao Atlético-GO. Ele pode retornar ao elenco ao término do Nacional.

No Brasileirão de 2019, o Timão começou nas mãos de Fábio Carille e terminou com Dyego Coelho. E fez a utilização de sete pratas da casa:

  • Caíque França (goleiro);
  • Carlos Augusto (lateral-esquerdo);
  • Lucas Piton (lateral-esquerdo);
  • Pedrinho (meia);
  • Pedro Henrique (zagueiro)
  • Janderson (atacante)
  • Fagner (lateral-direito).

 

Gerente de futebol do Timão, Alessandro Nunes projeta que mais atletas conseguirão alcançar êxito no time profissional com a conclusão das obras do CT da base e com a remodelação da estrutura da equipe sub-23, que deverá ter o ex-meia Alex como uma espécie de coordenador técnico.

– Trabalhamos para que o atleta que começa lá atrás percorra todo o trajeto e esteja conosco no profissional. A integração tem que existir. Hoje temos o CT da base dando início aos trabalhos ao nosso lado. Com a parte estrutural avançada, teremos uma integração rápida e fácil. O convívio da área administrativa e da área técnica vai facilitar para o atleta estar conosco. Vou trabalhar neste sentido, para que a gente possa traçar planos e projetos para cada atleta – disse o dirigente.

.

.

.

GE – Globo Esporte.

mais lidas