Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Conta alta e torneiras secas denunciam problemas no serviço de água em Bauru

Publicado

em

Conta alta e torneiras secas denunciam problemas no serviço de água em Bauru

Enquanto consumidor protesta de uma cobrança de mais de R$ 5 mil, outros dizem que não há abastecimento mesmo com contas em dia. Presidente do DAE promete solução para os dois casos.

Uma conta de água de mais de R$ 5 mil assustou um morador da zona leste de Bauru (SP) que mantinha uma média mensal de cerca de R$ 60. Em outro ponto na cidade, no extremo da zona sul, moradores do Jardim Mary até pagam pouco, mas sofrem com a falta de abastecimento.

Os dois casos denunciam os problemas no serviço de abastecimenro de água na cidade. O presidente do Departamento de Água e Esgoto (DAE), Eric Fabris, prometeu resolução para ambas as situações.

Para o caso do aposentado Adão Dias do Prado, morador há 25 anos no Jardim Ivone, Fabris explica que contas com valor muito mais alto que o normal acontecem com uma certa frequência.

Consumidor de Bauru reclama de conta de água de R$ 5 mil

Consumidor de Bauru reclama de conta de água de R$ 5 mil

Segundo o presidente da autarquia, muito provavelmente o consumidor tem um vazamento oculto NA casa que precisa ser encontrado. Para isso, ele orienta o aposentado a procurar o posto da DAE no Poupatempo para receber explicações de como achar o tal vazamento.

“Se achar o vazamento, ele será documentado e a conta recalculada com base na média anterior. O hidrômetro também será aferido, mas com certeza ele não consumiu tudo isso de água e seu caso terá de ser resolvido”, explica Fabris.

Solução mais demorada

Já o caso do Jardim Mary é mais complicado, segundo o DAE. Fabris explica que aquela região tinha uma baixíssima densidade populacional e a rede de água estava dimensionada para essa realidade.

A aposentada Benedita da Silva, moradora do Jardim Mary, usa uma caneca para fazer os trabalhos de casa (Foto: Reprodução / TV TEM)

A aposentada Benedita da Silva, moradora do Jardim Mary, usa uma caneca para fazer os trabalhos de casa (Foto: Reprodução / TV TEM)

No entanto, após o surgimento de um assentamento no local, Fabris alega que apareceram diversas ligações clandestinas que afetaram o abastecimento.

Ele explica que o DAE vai atuar na fiscalização, mas estuda redimensionar o abastecimento na região com a construção de uma nova adutora.

“Como os assentados também precisam de água e têm esse direito, estamos trabalhando num projeto para fazer uma adutora para reforçar a região. Mas pode demorar, porque lá dependemos da transposição de uma rodovia [João Ribeiro de Barros] e de autorização da Artesp”, conclui Fabris.

O DAE estima que essa obra no Jardim Ivone demore de quatro a cinco meses, mas promete, nesse meio tempo, socorrer os moradores com caminhões-pipa.

Jardim Mary, na zona de sul de Bauru, precisará de uma nova adutora: prazo da obra previsto para quatro ou cino meses (Foto: Reprodução / TV TEM)

Jardim Mary, na zona de sul de Bauru, precisará de uma nova adutora: prazo da obra previsto para quatro ou cino meses (Foto: Reprodução / TV TEM)

mais lidas