Siga nossa Redes

Destaque

“Conor paz & amor”: coletiva do UFC 257 é marcada por clima amistoso de McGregor e Poirier

esportes

Publicado

em

"Conor paz & amor": coletiva do UFC 257 é marcada por clima amistoso de McGregor e Poirier

Irlandês e americano, que fazem a luta principal do card do próximo sábado, mantém tom amigável durante coletiva nesta quinta. Dan Hooker e Michael Chandler também participam

Às vésperas do UFC 257, o irlândes Conor McGregor figura nos noticiários não apenas pela luta principal do próximo sábado, contra Dustin Poirier, mas por questões judiciais. Segundo o jornal “The Independent”, uma

Se em 2014, quando se enfrentaram em Las Vegas, o clima era de provocação e animosidade, a história foi bem diferente no reencontro entre Conor McGregor e Dustin Poirier nesta quinta-feira. Na coletiva às vésperas do UFC 257, em Abu Dhabi, onde fazem uma revanche que pode definir um desafiante ao título peso-leve (até 70kg), os dois lutadores foram respeitosos, e depois fizeram uma encarada num clima cordial, apesar de trocarem algumas palavras frente a frente.

– Tenho uma garrafa de “Proper” para você, adoraria compartilhar. Ele está na direção certa. Acho que todo o seu negócio é bastante impressionante. Depois que ele perdeu para mim, há muitos anos, se ergueu, se tornou campeão e tem dado de volta muita coisa. Estou honrado de dividir o octógono com esse cara. Sei que temos esse fogo de competir que ainda está lá. Não há como negar isso, nós temos um duelo e será um incêndio, mas o respeito é admirável por esse homem na minha frente – disse Conor, citando o trabalho social que Poirier tem feito.O americano também ressaltou que o irlandês já tem começado a ajudar a função que mantém com a esposa Jolie, que já beneficiou comunidades carentes no estado natal da Luisiana.

– Não quero fazer parecer como se estivéssemos aqui massageando as costas um do outro, mas o time do Conor procurou minha fundação e eles estão começando a fazer doações para a “The Good Fight Foundation”, e temos grandes planos com isso. Então, Conor, de homem para homem, você vai ajudar muita gente com isso.

Em 2014, quando se enfrentaram a primeira vez, Conor McGregor nocauteou Dustin Poirier em apenas 1m46 de luta. Depois disso, o irlandês se tornaria campeão dos penas (até 66kg) e também dos leves (até 70kg). Quando o rival já não era mais campeão, Poirier foi dono do título interino da categoria, mas depois o perdeu em luta com Khabib Nurmagomedov em 2019.

A última luta de Conor McGregor foi em janeiro de 2020, quando nocauteou Donald Cerrone em apenas 40 segundos. Dustin Poirier lutou pela última vez em junho do ano passado, quando dominou Dan Hooker por cinco rounds.

Dana White e Conor McGregor em coletiva do UFC 254 em Abu Dhabi — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC via Getty Images

Dana White e Conor McGregor em coletiva do UFC 254 em Abu Dhabi — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC via Getty Images

Conor sobre Khabib: “Essa luta não acabou”

 

Mas se o clima é amistoso quando o assunto é a luta de sábado, não se pode dizer o mesmo de uma luta que já aconteceu, mas que tem uma revanche sempre em pauta, apesar de não ter nenhum indício de que vá realmente acontecer. Khabib Nurmagomedov é sempre assunto quando Conor McGregor está presente.

– É um negócio difícil. Coisas aconteceram em sua vida pessoal. Não desejo nenhum mal a ele. Como disse, ficou em 2018. Muito tempo se passou. O mundo sabe que essa luta não acabou. Esta guerra não acabou. O esporte precisa que isso aconteça; as pessoas precisam que isso aconteça. Não vou persegui-lo se ele não quiser. E é isso. Vou manter a calma e seguir em frente. E é isso que estou fazendo, estou de volta aqui na divisão de 155 libras. Vou mostrar ao mundo o que acontece com o tempo. O que direi é que, enquanto não lutarmos novamente, não haverá problemas. Vamos ver o que acontece.

Khabib Nurmagomedov, em meio ao que diz Dana White e o que contradiz o próprio russo, continua campeão dos leves do UFC, mas Conor McGregor não acha que isso vai durar muito.

– Defendo que se aquele homem continuar a se esquivar disso e do compromisso de competir novamente, o título deveria ser retirado e (Poirier e eu) deveríamos lutar por ele. Mas tenho certeza de que vai acontecer depois dessa luta. Estou interessado em ouvir as desculpas ou o que será dito depois da luta. Mas prevejo o cinturão será tirado (de Khabib).

Hooker e Chandler coadjuvantes

 

Dan Hooker e Michael Chandler fazem encarada UFC 257 — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC via Getty Images

Dan Hooker e Michael Chandler fazem encarada UFC 257 — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC via Getty Images

Como previsto, as presenças de Dan Hooker e Michael Chandler ficam em segundo plano na coletiva. Os dois vivem momentos diferentes. Hooker, que chegou a emendar três vitórias importantes na divisão, vem de derrota para Dustin Poirier. Já Chandler fará sua estreia no evento após deixar o Bellator, onde foi campeão na categoria.

– Charles Oliveira disse que não conseguiria se pesar. Dana, você acredita que Charles Oliveira não consegue bater o peso? Tenho pernas de vassoura mais grossas do que aquele garoto. Estou aqui, estou assumindo o risco, isso significa que vou colher a recompensa.

Dan Hooker aproveitou a ocasião para provocar quem nem mesmo estava presente, o brasileiro Charles do Bronx, hoje número 3 da categoria, e que teria negado a luta por conta do tempo curto após enfrentar Tony Ferguson em dezembro.

Michael Chandler disse que está preparado para sua estreia na nova casa, e que sempre se preparou para enfrentar o número 1 em suas lutas já ciente de que ele estava no UFC.

– Todas as vezes que treinei para qualquer adversário, estava sempre treinando para o cara nº 1 do mundo. O cara número 1 está no UFC e eu estava sempre treinando para vencê-lo (…). Houve um tempo em que não tinha certeza se algum dia daria esse salto. Conversando com Dana, sabia que era aqui que precisava estar. Está tudo maravilhoso, estou animado para começar este novo capítulo na minha carreira.

Dan Hooker vai esperar os primeiros minutos da luta para entender o que esperar do restante do confronto com Chandler

– (Chandler) é agressivo. Estou esperando que nos primeiros cinco minutos saberemos como essa luta vai se desenrolar. Espero um início rápido, não sou do tipo que desiste de um desafio.

Michael Chandler fará sua estreia no Ultimate diante de Dan Hooker — Foto: Chris Unger/Zuffa LLC via Getty Images

Michael Chandler fará sua estreia no Ultimate diante de Dan Hooker — Foto: Chris Unger/Zuffa LLC via Getty Images

Combate transmite o UFC 257 ao vivo e com exclusividade no próximo sábado a partir de 20h (horário de Brasília). O SporTV 3 e o Combate.com exibem o “Aquecimento Combate” e as duas primeiras lutas ao vivo; o site acompanha o evento em Tempo Real.

UFC 257
23 de janeiro de 2021, na Ilha da Luta (Abu Dhabi)
CARD PRINCIPAL (0h, horário de Brasília):
Peso-leve: Dustin Poirier x Conor McGregor
Peso-leve: Dan Hooker x Michael Chandler
Peso-mosca: Jessica Eye x Joanne Calderwood
Peso-leve: Matt Frevola x Ottman Azaitar
Peso-palha: Marina Rodriguez x Amanda Ribas
CARD PRELIMINAR (20h30, horário de Brasília):
Peso-leve: Arman Tsarukyan x Nasrat Haqparast
Peso-médio: Brad Tavares x Antônio Cara de Sapato
Peso-galo: Julianna Peña x Sara McMann
Peso-meio-pesado: Khalil Rountree Jr. x Marcin Prachnio
Peso-médio: Andrew Sanchez x Makhmud Muradov
Peso-pena: Nik Lentz x Movsar Evloev
Peso-mosca: Amir Albazi x Zhalgas Zhumagulov

.

.

.

GE – Globo Esporte.

Publicidade

mais lidas