Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Saúde

Compulsão por chocolate: conheça o problema que torna as pessoas dependentes desse alimento

Publicado

em

Compulsão por chocolate: conheça o problema que torna as pessoas dependentes desse alimento

Comer chocolate é uma delícia, mas há quem não consiga parar de comer o alimento mesmo após ter atingido a saciedade. De acordo com especialistas, o consumo exagerado do alimento seguido da sensação de constrangimento ou culpa pode estar associado à compulsão alimentar, um distúrbio alimentar em que as pessoas comem mesmo sem estar com fome ou desejo.

“Da mesma forma que existe o alcoólatra, que é viciado em álcool, existe o viciado em chocolate, que é chamado de chocólatra”, explica o psiquiatra Arthur Kaufman, que coordenou uma pesquisa sobre compulsão por chocolate envolvendo 73 voluntários. A pesquisa foi realizada pelo Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

O que caracteriza um quadro de compulsão por chocolate?

 

  • Comer grandes quantidades em pouco tempo
  • Perda de controle
  • Comer sem vontade
  • Geralmente, acontece quando a pessoa está sozinha
  • Após o ato, os pacientes costumam relatar sensação de constrangimento ou culpa

 

Por que o chocolate é tão saboroso?

 

Segundo Kaufman o chocolate era chamado inicialmente de ‘o alimento dos deuses’, devido ao seu alto potencial energético e sabor atrativo.

“O chocolate possui elementos que o tornam saborosos, como as metilxantinas, os canabinóides e as aminas, moléculas com alto poder de estimulação do sistema nervoso. Essas substâncias estimulantes também são encontradas no café, no chá, no guaraná e no cacau”, explica Kaufman.

O endocrinologista Francisco Tostes vai além e ressalta que, para o paladar humano, todo alimento que mistura carboidrato com gordura desenvolve um gosto muito atrativo. Além disso, no caso do chocolate há um outro fator que contribui para o seu favoritismo: a memória afetiva.

Desde pequeno nós associamos o chocolate a situações de prazer, de alegria. Isso vai criando em todos nós desde criança uma memória afetiva positiva em relação ao chocolate,”, explica Tostes.

 

Como tratar a compulsão por chocolate?

 

Tostes explica que o tratamento para compulsão alimentar deve estar associado à reeducação alimentar, onde o indivíduo irá substituir alguns alimentos e priorizar outros, como grãos, cereais, proteínas de boa qualidade e carboidratos complexos.

A psicoterapia também é muito importante no tratamento da compulsão alimentar, assim como a terapia cognitiva comportamental, que ajuda a desarmar alguns dos gatilhos e, quando necessário, há também tratamentos medicamentos”, explica Tostes.

 

De acordo com os especialistas, não há problema em consumir chocolate eventualmente. O problema está nas grandes quantidades de açúcar contidas entre os ingredientes do chocolate.

Por isso, os especialistas recomendam o consumo do chocolate meio amargo com maior percentual de cacau em detrimento da versão ao leite, possui mais gordura e açúcar, ou do chocolate branco, que é feito a partir da gordura hidrogenada extraído da manteiga de cacau.

Ao ingerir o chocolate amargo, o consumidor tem uma maior chance de tirar proveito das propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes do cacau, que é rico em vitaminas do complexo B e minerais, como o magnésio e potássio.

Quer comer chocolate todo dia? Não tem problema, desde que limitado a 30g por dia. Caso você eventualmente ‘pise na jaca’, amanhã você se recupera. Não morra de culpa. Coma com juízo”

 

.

.

.

Fontes: G1 – Globo.

mais lidas