Siga nossa Redes

saúde

Começa nesta segunda-feira a fase laranja da quarentena na Grande SP

Redação SP

Publicado

em

Começa nesta segunda-feira a fase laranja da quarentena na Grande SP

Além das regras do Plano São Paulo, governo estadual também adotou medida de restrição da circulação de pessoas entre 23h e 5h. Prefeituras do ABC decidiram implantar ‘lockdown’, que é mais rígido.

A Grande São Paulo, que inclui a capital paulista, entra a partir desta segunda-feira (1º) na fase laranja da quarentena, que veta o funcionamento de bares e permite que restaurantes operem só até as 20h.

A exceção à regra são bares que servem alimentos, e portanto são enquadrados na categoria de restaurantes. Estes permanecem autorizados a funcionar e vender bebidas alcoólicas junto com as refeições.

A nova reclassificação da quarentena foi anunciada pelo governo de São Paulo na sexta-feira (26). (veja abaixo a situação de cada região do estado).

Restrição no estado e ‘lockdown’ no ABC

Também está valendo em todo estado desde sexta-feira (26), uma medida complementar ao Plano São Paulo. O chamado “toque de restrição” busca limitar a circulação de pessoas das 23h às 5h, para tentar conter o avanço do contágio pelo coronavírus.

O “toque de restrição” não tem o mesmo efeito proibitivo de um “lockdown”, em que as pessoas não podem deixar suas casas e serviços são obrigados a fechar. Segundo a gestão João Doria (PSDB), a nova medida tem caráter educativo para que a população respeite as restrições que já estavam em vigor no Plano São Paulo.

O governo prometeu intensificar a fiscalização até o dia 14 de março com blitze conjuntas entre Vigilância Sanitária, Polícia Militar e Procon-SP. De acordo com balanço da Secretaria Estadual de Saúde, pelo menos 46 estabelecimentos foram autuados na capital, entre a noite de sexta-feira (26) e a madrugada deste domingo (28).

Já cinco prefeituras de cidades do ABC Paulista determinaram medidas mais duras por conta do risco de colapso do sistema de saúde. O “lockdown” adotado por Santo André, São Bernardo do Campo, Diadema, Mauá, e Rio Grande da Serra determina fechamento total das 21h às 4h, inclusive dos serviços essenciais.

Nesse horário, apenas farmácias e equipamentos de saúde são autorizados a funcionar. O transporte público também é interrompido a partir das 22h.

Classificação do Plano SP – A partir de 1º de março

 

Mapa com a nova reclassificação das regiões no Plano São Paulo realizada nesta sexta-feira (26). — Foto: Divulgação/Governo de São Paulo

Mapa com a nova reclassificação das regiões no Plano São Paulo realizada nesta sexta-feira (26). — Foto: Divulgação/Governo de São Paulo

Fase Vermelha – só operam serviços essenciais

  • Araraquara
  • Bauru
  • Barretos
  • Presidente Prudente
  • Ribeirão Preto
  • Marília

Serviços essenciais que podem funcionar na Fase Vermelha

  • Farmácias
  • Mercados
  • Padarias
  • Açougues
  • Postos de combustíveis
  • Lavanderias
  • Meios de transporte coletivo, como ônibus, trens e metrô
  • Transportadoras, oficinas de veículos
  • Atividades religiosas
  • Hotéis, pousadas e outros serviços de hotelaria.
  • Bancos
  • Pet shops

 

Fase Laranja – bares não abrem, e demais serviços funcionam com restrições de horários

  • Grande SP – incluindo capital
  • Franca
  • Sorocaba
  • Campinas
  • Registro
  • Ribeirão Preto
  • São José do Rio Preto
  • São João da Boa Vista
  • Taubaté

O que funciona na Fase Laranja

(Esta fase sofreu alterações no dia 5 de janeiro e passou a ser mais permissiva.)

  • Todos os setores de comércio e serviços passam a ser permitidos. A exceção é o atendimento presencial em bares, que continua proibido. No entanto, bares que servem comida (operam como restaurantes) podem funcionar.
  • Capacidade de ocupação: 40% em todos os setores.
  • Funcionamento máximo: 8 horas por dia.
  • Horário de fechamento: atendimento presencial das 6h às 20h.
  • Lojas de conveniência só podem vender bebida até 20h
  • Parques estaduais podem abrir
  • Atividades culturais como cinema e teatro podem funcionar
  • Eventos que geram aglomeração, como festas, baladas e shows continuam proibidos.

 

Fase Amarela – comércio e restaurantes podem funcionar até 22h; bares até 20h

  • Araçatuba
  • Baixada Santista
  • Piracicaba

O que funciona na Fase Amarela

  • Capacidade de ocupação: limitada a 40% para todos os setores.
  • Horário de fechamento: atendimento presencial ao público das 6h até as 22h, em todos os setores, exceto bares, que pode funcionar só até as 20h.
  • Funcionamento máximo: 12 horas por dia para comércio e 10 horas pra restaurantes, bares, salões de beleza e academias.
  • Venda e consumo de bebidas alcoólicas agora é permitido em restaurantes e lojas de conveniência até 22h.
  • Parques estaduais podem abrir
  • Atividades culturais como cinema e teatro podem funcionar
  • Eventos que geram aglomeração, como festas, baladas e shows continuam proibidos.

 

 

Por G1

Publicidade

mais lidas