Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Saúde

Cidade de SP vacina contra Covid e aplica dose de reforço nos grupos elegíveis nesta segunda de feriado

Publicado

em

Cidade de SP vacina contra Covid e aplica dose de reforço nos grupos elegíveis nesta segunda de feriado

A cidade de São Paulo aplica nesta segunda-feira (15), feriado de proclamação da República, a primeira dose (D1)segunda dose (D2) e dose adicional/de reforço (DA) da vacina contra a Covid-19 nos grupos já liberados para cada etapa do processo vacinal (veja abaixo).

Estarão em funcionamento apenas megapostos (das 8h às 17h) e 82 AMAs/UBS Integradas (das 7h às 19h).

Na última sexta-feira (12), seis megapostos voltados exclusivamente para a imunização contra a doença encerraram suas atividades na capital paulista: um na região central (Galeria Prestes Maia), um na Zona Leste (Sesi AE Carvalho) e quatro na Zona Sul (Clube Hebraica, Club Athletico Paulistano, Jardim Ângela e Shopping Jardim Sul).

Pelo Filômetro, é possível acompanhar a situação de espera nos postos que estão em funcionamento na cidade. Na página também é possível conferir quais vacinas estão disponíveis para aplicação de segunda dose em cada unidade.

Quem pode se vacinar contra Covid na capital?

Adultos e adolescentes de 12 a 17 anos já podem procurar os postos de vacinação contra Covid-19 do município para receber a primeira dose do ciclo vacinal. No caso dos menores de idade, o único imunizante que tem autorização da Anvisa para ser aplicado no grupo é o da Pfizer/BioNTech.

No momento da aplicação, os jovens devem estar acompanhados de um adulto. Caso essa pessoa não seja o responsável legal, será preciso apresentar uma autorização assinada junto ao documento de identidade com foto e ao comprovante de residência em São Paulo.

Podem receber a segunda dose as pessoas que já completaram o intervalo necessário entre D1 e D2, período que varia de acordo com o imunizante aplicado. Para a CoronaVac, é preciso esperar 15 dias entre uma dose e outra. O prazo da AstraZeneca também foi recentemente reduzido pela Prefeitura, passando para 8 semanas (56 dias).

No caso da Pfizermaiores de 12 anos podem receber a D2 após 21 dias da aplicação da primeira dose. O intervalo reduzido começou a valer para os adolescentes menores de idade nesta sexta-feira (12), por decisão da prefeitura da capital.

A aplicação da dose adicional ou de reforço está liberada para idosos acima de 60 anos, trabalhadores da Saúde e indígenas aldeados com mais de 18 anos, desde que tenham concluído o processo vacinal (D2 ou dose única) há pelo menos 6 meses. Esse prazo também é válido para agentes da Guarda Civil Metropolitana (GCM), sepultadores e fiscais das subprefeituras, grupos que estão liberados para receber apenas CoronaVac.

Pessoas acima de 18 anos com alto grau de imunossupressão também podem receber a DA, mas com intervalo obrigatório entre conclusão do ciclo vacinal e aplicação do reforço de apenas 28 dias.

No caso de pessoas que já concluíram o esquema vacinal com o imunizante CoronaVac e estão com viagem marcada para países que ainda não o incluíram na lista de vacinas autorizadas contra a doença, passados 28 dias da D2, os viajantes já podem tomar uma dose adiconal de outro imunizante que seja aceito pelo país de destino e esteja disponível no território paulistano (BioNTech/Pfizer ou Oxford/AstraZeneca).

Segundo o Vacinômetro da Prefeitura de São Paulo, mais de 20,7 milhões de doses de vacina contra Covid-19 haviam sido aplicadas na capital paulista até a tarde este sábado (13). O índice de adultos com imunização completa na cidade está em 97,8%.

Próximo grupo elegível

A partir desta terça-feira (16)profissionais de educação entre 40 e 59 anos poderão receber a dose de reforço contra Covid-19, desde que já tenham completado seis meses de quando tomaram a D2 ou dose única da vacina.

De acordo com o instrutivo da Prefeitura, a imunização do grupo, assim como dos GCMs, sepultadores e fiscais do município, também deve se realizada com uso exclusivo da CoronaVac.

.

.

.

G1

mais lidas