Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Chuva começa a mudar a situação dos reservatórios de água em Itu

Publicado

em

Chuva começa a mudar a situação dos reservatórios de água em Itu

Durante a estiagem, que durou mais de 100 dias, as sete bacias da cidade foram afetadas e começaram a operar com 51% da capacidade.

As chuvas dos últimos dias já começaram a mudar a paisagem e a situação dos reservatórios de água em Itu (SP). Durante a estiagem, que durou mais de 100 dias, as sete bacias da cidade foram afetadas e começaram a operar com 51% da capacidade. A expectativa é que este índice aumente nos próximos dias.

“De qualquer forma, é importante manter esta meta de 30% de redução de consumo, porque a estiagem normalmente vai até setembro e só tem regularização de chuvas em outubro. Então, regularização da vazão dos mananciais só realmente em outubro a gente pode contar com isso”, explica o superintendente da Companhia Ituana de Saneamento (Cis), Vicent Menu.

Apesar da chuva não ter sido muito significativa, a vazão das represas, como a do Braiaiá, aumentou. Passou de 80 para 90% da capacidade, segundo o superintendente.

A adutora Mombaça, que está na fase final de obras, deve reforçar a captação de água em Itu. A capacidade total dos ribeirões Mombaça e Pau d’alho deve passar de 80 para 280 litros por segundo.

A previsão, de acordo com a Cis, é de que a água comece a ser bombeada até a estação de tratamento na próxima semana. Itu conta com quatro estações de tratamento que recebem a água dos reservatórios e mandam para as casas.

Cidade Nova

Apesar do aumento do nível dos reservatórios, o abastecimento ainda não foi normalizado no bairro Cidade Nova. Isso porque o consumo aumentou bastante: só no fim de semana, foi 25% maior.

Segundo o representante da Cis, foram utilizados 14 milhões de litros de água a mais em apenas dois dias.

A chuva diminuiu, por enquanto, as chances de desabastecimento, mas a colaboração dos moradores é fundamental em qualquer época para que ninguém fique sem água nas torneiras.

“Não usando mangueira para lavagem de garagem e calçada, chuveiro também, mas eu diria que principalmente são essas medidas de uso de mangueira como se fosse uma vassoura, a vassoura hidráulica como a gente chama. Então, garagem, calçadas, carros vamos evitar lavar”, completa.

mais lidas