Siga nossa Redes

Esportes

Gabriel diz que Corinthians precisa voltar a brigar por títulos maiores: “Incomodado demais”

Redação SP

Publicado

em

Gabriel diz que Corinthians precisa voltar a brigar por títulos maiores: "Incomodado demais"

Campeão brasileiro em 2017, volante está perto de completar 200 jogos pelo Timão

Campeão brasileiro pelo Corinthians em 2017, em sua primeira temporada no clube, Gabriel viu o Timão passar a ter dificuldades na disputa da competição nacional nos anos seguintes.

Depois de um 13º lugar em 2018, um ano de briga contra o rebaixamento, e de uma oitava colocação em 2019, o clube foi apenas 12º no campeonato de 2020, ficando fora da zona de classificação para a Libertadores. No período, foram quatro finais estaduais e três títulos.

Dias depois de ver Palmeiras x Flamengo decidirem a Supercopa no fim de semana, o volante admitiu que sente falta de estar com o Timão na briga por títulos de repercussão nacional.

Nesta sexta, ele será titular contra o São Bento às 20h (de Brasília), pelo Paulistão.

– Incomodado demais, fico muito incomodado e trabalho para este ano podermos disputar títulos de expressão. O Corinthians tem que estar sempre no topo, brigando por coisas maiores. Fomos campeões em 2017, disputamos uma final de Copa do Brasil em 2018, depois ficamos com o título paulista de 2019 e chegamos à final de 2020. É pouco, queremos coisas maiores.

Em um ano de reformulação no Corinthians, sem grandes investimentos em contratações, o jogador de 28 anos sabe da importância que os atletas mais experientes terão para ser uma referência positiva para os mais jovens. Gabriel, porém, quer ser uma influência anda maior como jogador do Corinthians.

Em suas redes sociais, o jogador vem se posicionando em assuntos como a luta contra o racismo e a igualdade de gêneros. Durante a pandemia, após ter a avó vacinada, exaltou a importância do SUS (Sistema Único de Saúde). Assuntos que, segundo ele, pouco entram no CT.

– Não é um assunto entre nós (jogadores), é uma coisa mais minha mesmo, de família, particular. Sempre que vir a importância de poder me posicionar, vou fazer. Tem muita gente me olhando, se eu der um exemplo bom, vou atingir pessoas de forma positiva. Penso em jogar futebol e ser um grande cidadão também – disse o jogador, que acumula 197 partidas pelo Timão.

Gabriel e Ramiro, do Corinthians, contra o Mirassol — Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Gabriel e Ramiro, do Corinthians, contra o Mirassol — Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Confira abaixo o papo com Gabriel:

 

ge: São quase 200 jogos pelo Corinthians (faz o 198º nesta noite). Mudou muito de 2017?

Gabriel:  Sou muito mais maduro em termos de vivências dentro e fora de campo. As coisas que acontecem aqui são diferentes do que em qualquer outro lugar, a dimensão, responsabilidade e pressão. Quem veste essa camisa sabe. Para o meu crescimento e maturidade, esses anos foram importantes. Me vejo como um jogador pronto, mentalmente forte. Claro que em alguns momentos as coisas fogem do

.

.

.

Fonte: GE – Globo Esporte.

Publicidade
Publicidade

mais lidas