Destaque Principal saúde

Chineses são arrastados e levados à força para zona de quarentena em Wuhan; veja

Redação
Escrito por Redação

Vice-primeiro-ministo da China, Sun Chunlan, convocou uma “guerra popular” contra a epidemia viral que tem como epicentro a região

Um vídeo que está circulando na internet mostra supostos contaminados pelo coronavírus sendo arrastados de casa à força por funcionários do governo. Em um dos casos, a polícia tentou render uma mulher que estava em um automóvel e teria quebrado o pescoço da jovem, que resistia à quarentena compulsória.

Pessoas que estavam no local registraram a abordagem. Nas cenas, um grupo de policiais aparece com máscaras e luvas tentando retirar a mulher de um carro. Ela estava na companhia de uma outra pessoa, mas apenas ela foi removida de forma coercitiva pela polícia local.

A jovem resiste, mas é arrastada para fora do veículo. Ela cai no chão e os policiais se articulam para imobilizá-la. Durante a tentativa, um deles quebra o pescoço da jovem, que apaga na hora. O grupo se afasta do corpo e chama mais policiais para o local. Uma ambulância é vista nas cenas finais do vídeo conduzindo o corpo da jovem. Assista:

As internações compulsórias passaram a ocorrer após o vice-primeiro-ministo da China, Sun Chunlan, convocar uma ” guerra popular ” contra a epidemia viral que tem como epicentro das contaminações no país.  Ficou determinado que seriam detidos os pacientes com suspeita de contaminação pelo coronavírus e pessoas próximas do ciclo social.

Outro vídeo captou o momento em que uma mulher é retirada a força dentro de um carro. A jovem tenta resistir, mas é arrastada para fora do veículo por um grupo de quatro policiais. Ela é jogada no chão e imobilizada pelos oficiais.

Um outro vídeo mostra um grupo de pessoas com trajes de proteção retirando três chineses de uma residência. As pessoas foram suspensas contra a própria vontade pelos braços e pelas pernas e encaminhadas para a zona de quarentena, em Wuhan.

Na China , mais de 700 pessoas foram mortas pelo vírus, das quais 86 foram vítimas de asfixia. Até o momento, mais de 34.500 pessoas estão contaminadas com o coronavírus em todo o mundo.

 

 

 

 

 

AGENCIA BRASIL 

Sobre o autor

Redação

Redação

%d blogueiros gostam disto: