Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Charles do Bronx é o 18° lutador brasileiro a se tornar campeão no UFC. Confira a lista completa

Publicado

em

Charles do Bronx é o 18° lutador brasileiro a se tornar campeão no UFC. Confira a lista completa

Charles do Bronx conquista cinturão peso-leve, se junta a Deiveson Figueiredo e Amanda Nunes, e deixa o Brasil ainda mais isolado em número de cinturões no Ultimate, agora com 4 no total

O Brasil tem mais um campeão na galeria do UFC. Charles “Do Bronx” Oliveira, 31 anos, nascido no Guarujá-SP, conquistou na última madrugada o cinturão peso-leve (até 70,3kg) da organização ao nocautear Michael Chandler no segundo round. Ele precisou de 11 anos no Ultimate e 28 lutas para chegar ao sonhado título. Com Charles do Bronx, agora o Brasil tem uma galeria de 18 campeões no UFC.

Neste momento, o Brasil lidera a lista de nações com cinturões na organização. Com os títulos de Amanda Nunes no peso-galo e peso-pena, e com Deiveson Figueiredo no peso-mosca, e agora Charles do Bronx nos leves, o país tem quatro campeões atualmente. O segundo lugar é dividido entre EUA (com Aljamain Sterling nos galos e Rose Namajunas nos palhas) e Nigéria (com Kamaru Usman nos meio-médios e Israel Adesanya nos médios).

No peso-leve, esse é o segundo campeão brasileiro. Rafael dos Anjos foi o dono do cinturão entre 2015 e 2016. Charles do Bronx começa agora sua jornada como campeão da categoria até 70,3kg. Abaixo você confere a lista completa dos brasileiros que já foram campeões no Ultimate.

Brasileiros campeões no UFC

Lutador Categoria Ano com título
Royce Gracie Torneio sem limite de peso 1993/1994
Marco Ruas Torneio sem limite de peso 1995
Vítor Belfort Torneio peso-pesado / cinturão meio-pesado 1997/2004
Júnior Cigano Peso-pesado 2011/2012
Fabrício Werdum Peso-pesado 2015/2016
Rodrigo Minotauro Peso-pesado (interino) 2008
Lyoto Machida Peso-meio-pesado 2009/2010
Maurício Shogun Peso-meio-pesado 2010/2011
Murilo Bustamante Peso-médio 2002
Anderson Silva Peso-médio 2006/2013
Rafael dos Anjos Peso-leve 2015/2016
José Aldo Peso-pena 2010 a 2015 e 2016 (interino) a 2017 (linear)
Renan Barão Peso-galo 2014
Cris Cyborg Peso-pena 2017/2018
Amanda Nunes Peso-galo e Peso-pena De 2016 até hoje (galo) / e de 2018 até hoje (pena)
Jéssica Bate-Estaca Peso-palha 2019
Deiveson Figueiredo Peso-mosca 2020 até hoje
Charles do Bronx Peso-leve 2021

Para relembrar a trajetória de Charles do Bronx no UFC, precisamos voltar a 1° de agosto de 2010, quando estreava na organização com um cartel invicto de 12 vitórias em 12 lutas. E mostrando a força de seu jiu-jítsu, emendou vitórias contra Darren Elkins e Efrain Escudero por finalização. Ele estava no peso-leve.

Depois de um início em alta, Charles ficou três lutas sem vencer, com derrotas para Jim Miller e Donald Cerrone, além de um “no contest” com Nik Lentz. Depois, se recuperou ao bater Eric Wisely e Jonathan Brookins, após descer ao peso-pena. Na sequência, mais duas derrotas seguidas, contra Cub Swanson e Frankie Edgar. Nesse momento, começava problemas de Charles para bater o peso até 66kg.

A nova recuperação veio com quatro vitórias seguidas. Parecia que ia engrenar para chegar no topo, depois de vencer Andy Ogle, Hatsu Hioki, Jeremy Stephens e Nik Lentz. Só que aí veio o pior momento, ainda sem conseguir bater o peso em algumas lutas, e derrotas para Max Holloway, Anthony Pettis e Ricardo Lamos, e apenas um triunfo contra Myles Jury.

Em abril de 2017, obrigado pelo UFC, Charles do Bronx voltou ao peso-leve, e reestreou com vitória contra Will Brooks na categoria. Em dezembro do mesmo ano, o lutador da Diego Lima/Chute Boxe e da Macaco Gold Team conheceria sua última derrota. Ele foi nocauteado por Paul Felder. Daí em diante, são nove vitórias seguidas, contra: Clay Guida, Christos Giagos, Jim Miller, David Teymur, Nik Lentz, Jared Gordon, Kevin Lee, Tony Ferguson e Michael Chandler. Dessas, só uma veio por decisão dos juízes.

.

.

.

Fonte: Ge – Globo Esporte.

mais lidas