Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Dia a Dia

Centro onde Rodrigo Mussi faz reabilitação é referência em tratamento com exoesqueleto e robótica

Publicado

em

Governo enviou 300 servidores para ajudar em buscas no Amazonas

Após receber alta médica do Hospital das Clínicas de São Paulo na última quinta-feira (28), o ex-BBB Rodrigo Mussi iniciou uma nova etapa de sua recuperação na Rede de Reabilitação Lucy Montoro, que é referência no país no uso de terapias com alta tecnologia que envolvem robótica.

Pelas redes sociais, a família do ex-BBB agradeceu o atendimento recebido que, segundo o irmão Diogo Mussi, é “de primeiro mundo”.

A Rede Lucy Montoro, que é ligada ao HC e à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), é uma das poucas instituições no país a oferecer tratamentos com exoesqueleto e estimulação cerebral não invasiva.

De acordo com a médica Linamara Rizzo Battistella, professora titular de Fisiatria da FMUSP, as terapias automatizadas permitem uma melhora mais rápida porque estimulam simultaneamente tanto a capacidade motora quanto a cognitiva do paciente.

“A gente trouxe tudo de inovação tecnológica para garantir que os pacientes possam se recuperar da maneira mais rápida possível. As terapêuticas não medicamentosas têm um espaço muito importante na reabilitação. Esse tratamento integrado garante que o ganho do controle motor esteja associado à melhoria da resposta cerebral”, diz.

 

Paciente realiza tratamento com exoesqueleto em unidade da Rede Lucy Montoro em São Paulo. — Foto: Divulgação/IMREA

Paciente realiza tratamento com exoesqueleto em unidade da Rede Lucy Montoro em São Paulo. — Foto: Divulgação/IMREA

A médica também afirma que uso da realidade virtual associada ao exoesqueleto, por exemplo, permite uma interação mais lúdica, que aumenta a tolerância na realização dos exercícios.

“Eu vou criando situações dentro da realidade virtual que tornam o exercício mais agradável. Esse estímulo ajuda a manter a atenção e ter maior tolerância ao exercício. De uma maneira lúdica, divertida, esse retorno tem um impacto enorme no paciente”, diz.

.

.

.

.

.

.

G1

mais lidas