Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Polícia

Câmera registra ação de quadrilha em mega-assalto a empresa de valores

Publicado

em

Câmera registra ação de quadrilha em mega-assalto a empresa de valores

Vídeo mostra disparos de fuzil de criminosos em postes de energia elétrica e contra veículos na rua da Protege, em Araçatuba. Policial civil foi morto e ninguém foi preso até o momento.

Câmeras de segurança registraram as primeiras ações dos criminosos que explodiram a Protege em um mega-assalto na madrugada de segunda-feira (16), em Araçatuba.

As imagens foram gravadas por uma câmera que fica em uma casa vizinha a empresa de valores. É possível ver no vídeo que os criminosos ameaçam motoristas que passam em uma rua entre a Protege e o quartel da Polícia Militar, e chegam a atirar nos carros.

Os homens aparecem no meio da rua armados e vestindo capacetes parecidos com os do Exército. Além disso, eles usam coletes e máscaras.

Motoristas de alguns carros que entram na rua são ameaçados com fuzis pela quadrilha e voltam em marcha à ré.

Na sequência, os ladrões começam a atirar nos postes de energia elétrica e vão para o meio da rua, onde atira várias vezes contra os carros.

Imagem pode ajudar a identificar assaltantes de empresa em SP

Assaltantes usaram capacete semelhante ao do Exército (Foto: Reprodução/TV TEM )

Imagem pode ajudar a identificar assaltantes de empresa em SP

Instantes depois, um dos criminosos percebe a câmera de segurança, atira várias vezes contra ela, mas não acerta.

Quadrilha apontou fuzil para motoristas que passam em frente de empresa (Foto: Reprodução/TV TEM )

Quadrilha apontou fuzil para motoristas que passam em frente de empresa (Foto: Reprodução/TV TEM )

Investigação

As polícias Civil e Científica estão trabalhando juntas para tentar identificar os criminosos. A perícia coletou impressões digitais e materiais genéticos encontrados nos carros, e em um sítio, onde a quadrilha supostamente ficou escondida antes da ação.

Ao cruzar os dados colhidos com o banco da Secretaria de Segurança Pública, a polícia acredita que fica mais perto de saber quem são os autores do crime. Ninguém foi preso até o momento.

mais lidas