Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Dia a Dia

Buffet fecha em SP, deixa casais sem festa de casamento e não devolve dinheiro; prejuízos são de até R$ 80 mil por evento

Publicado

em

Governo enviou 300 servidores para ajudar em buscas no Amazonas

O anúncio do fechamento repentino de um famoso buffet no bairro de Indianópolis, na Zona Sul de São Paulo, na última quinta-feira (14), pegou de surpresa mais de cem casais que já estavam com evento contratado e estão desesperados com a possibilidade de não conseguirem mais realizar o sonho da festa de casamento.

No mercado há mais de 50 anos em São Paulo, o Buffet Colonial anunciou pelas redes sociais, na véspera do feriado de Páscoa, que não atuaria mais no ramo, deixando vários casais sem nenhuma orientação, segundo as vítimas.

O buffet publicou um post justificando que a pandemia prejudicou os negócios da empresa, obrigando o encerramento das atividades.

Nota sobre o fechamento publicado pelo Buffet Colonial nas redes sociais na quinta-feira (14).  — Foto: Reprodução

Nota sobre o fechamento publicado pelo Buffet Colonial nas redes sociais na quinta-feira (14). — Foto: Reprodução

A advogada Karla Rossetto, de 32 anos, uma das contratantes do serviço do buffet diz, porém, que os casais foram “vítimas de estelionato” por parte da empresa.

“No sábado antes do fechamento do buffet, a empresa recebeu casais para assinar contrato e fazer degustação. No domingo eles fizeram o último evento e avisaram que aos funcionários que voltassem apenas na quarta. Quanto eles chegaram, a empresa já estava em processo de mudança, com computadores desmontados e a área revirada. Foi um fechamento de má fé e de caso pensado. Todos os indícios são de que nós fomos vítimas de estelionato”, diz a noiva.

 

Rossetto estava com o casamento marcado para o próximo mês de julho e pagou R$ 52 mil à vista pelo serviço. Ela diz que procurou os canais de comunicação que a empresa disponibilizou nas redes sociais após o anúncio do fechamento, mas recebeu apenas um e-mail padrão que informava que o Buffet Colonial entraria em contato para fazer algum tipo de negociação.

“Todo mundo recebeu o mesmo e-mail. Nós somos mais de cem vítimas. Se eles tivessem realmente em situação financeira ruim de longo prazo, como dito, teriam feito isso de forma planejada. Conversado e tentado renegociar os contratos e datas. Mas uma semana antes assinaram novos contratos de eventos. Parece tudo de caso pensado e sem nenhuma ética com os clientes”, afirmou a noiva.

Nas contas da advogada, o prejuízo causado aos cerca de cem casais que contrataram o Buffet Colonial e não terão o serviço já soma mais de R$ 4 milhões.

Área de cerimônia religiosa do Buffet Colonial, em Indianópolis, na Zona Sul de São Paulo.  — Foto: Reprodução/Facebook

Área de cerimônia religiosa do Buffet Colonial, em Indianópolis, na Zona Sul de São Paulo. — Foto: Reprodução/Facebook

O que diz o Buffet Colonial

 

g1 procurou a empresa, que por meio de nota afirmou que a comunicação com os casais que contrataram eventos “estão acontecendo diretamente com cada um dos clientes”.

“O Buffet Colonial é uma empresa séria, com mais de 54 anos de atuação. Foram mais de 15 mil eventos realizados. A empresa está ciente do tamanho do problema e vem trabalhando para resolver todos os casos, de todos os clientes. Infelizmente, devido a pandemia, a empresa entrou em uma grande crise financeira, que chegou ao seu limite na última semana”, declarou a nota.

 

“Avisamos aos clientes no momento em que chegamos ao nosso limite. O Colonial lutou de todas as formas para não chegar nesta situação, mas a crise da pandemia foi cruel com o setor de eventos, que não teve nenhum suporte governamental. Avisamos a todos os clientes que em breve teremos novidades e vamos contatar novamente e diretamente cada um deles”, completou (veja a íntegra abaixo).

O Buffet Colonial, em Indianópolis, na Zona Sul de São Paulo.  — Foto: Reprodução/Facebook

O Buffet Colonial, em Indianópolis, na Zona Sul de São Paulo. — Foto: Reprodução/Facebook

.

.

.

.

.

G1

mais lidas