Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

BlackList: saiba quais empresas que você deve evitar no black friday

Publicado

em

Unsplash

Na última edição da Black Friday, várias empresas foram alvo de reclamações por parte dos consumidores; veja quais sites você deve evitar segundo órgãos de defesa do consumidor e quais dicas para uma compra segura

Com a Black Friday se aproximando, surgem também as dúvidas a respeito das promoções realizadas na data.

Desde que o evento chegou ao Brasil , muitos casos de descontos falsos foram registrados, fazendo com que os consumidores fiquem com o pé atrás em relação à data.

E as reclamações são muitas. No ano passado, 4.200 queixas foram registradas no site Reclame Aqui  durante a sexta-feira da Black Friday , número que bateu recorde – nos dois anos anteriores, a plataforma havia recebido 3.500 e 2.900 reclamações, respectivamente.

Até janeiro deste ano, mais de 97 mil compras relacionadas à Black Friday de 2018 ainda receberam reclamações, como atraso nas entregas.

As empresas mais reclamadas na Black Friday 2018

E, falando em índices passados, uma boa estratégia para se proteger durante o próximo dia 29 de novembro é olhar para os últimos anos e ver quais empresas mais tiveram reclamações .

No Reclame Aqui, quem liderou o ranking em 2018 foram as Lojas Americanas, seguida das Casas Bahia e da Netshoes.

A respeito dos motivos das reclamações, o principal foi a maquiagem dos preços , também em destaque nos anos anteriores.

Os produtos com maiores índices de reclamações fora os eletrônicos , com ranking liderado por celulares e smartphones , e contando com televisores dentro dos cinco principais alvos de queixa.

Além do Reclame Aqui , o Procon também divulgou uma lista de empresas que têm histórico de desrespeito aos direitos dos consumidores. A lista feita pelo Procon de Santa Catarina pode ser encontrada neste link , enquanto a relação organizada pelo Procon de São Paulo pode ser vista aqui .

Como garantir descontos reais na Black Friday

Para não cair em promoções falsas, o Procon do Rio de Janeiro orienta que os consumidores já fiquem de olho nos preços dos produtos desejados antes da Black Friday , para perceber se os descontos anunciados são realmente reais – para isso,  algumas ferramentas podem ajudar.

Além disso, o órgão diz que é necessário saber dos d ireitos dos consumidores , sobretudo no que diz respeito às compras online, que têm grande fluxo durante a Black Friday.

Uma informação relevante para ficar atento é que, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, um cliente não precisa de justificativas para cancelar uma compra online dentro de sete dias.

Outra dica, dada pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor ( Idec ), é guardar todos os anúncios de promoções que receber e fazer captura da tela de todo e qualquer problema que encontrar.

Se algum site der um problema durante a compra e você perder a promoção, o consumidor tem o direito de requerer o mesmo produto com as mesmas condições e preço anunciados.

Também é importante ficar de olho no prazo de entrega. Mais uma vez, é bom fazer uma captura de tela dessa informação, para conseguir cobrar a empresa em questão.

Caso haja algum problema, o primeiro passo é entrar em contato com a empresa para tentar resolver a situação. Se a solução não for alcançada, o consumidor pode registrar uma queixa no Procon ou entrar com ação no Juizado Especial Cível .

Como não cair em golpes na Black Friday

Os problemas relacionados ao direito do consumidor, que já deixam muita gente preocupada, não são os únicos vilões da Black Friday .Como durante a data há muito mais pessoas atrás de descontos online, o cenário se torna propício para que criminosos apliquem golpes digitais .

Segundo dados da empresa global de cibersegurança Kaspersky , os ataques de phishing , por exemplo, aumentam quatro vezes neste período.

Ataques de phishing são aqueles em que os criminosos utilizam algum motivo falso para fazer com que as vítimas entreguem informações importantes, como dados do cartão de crédito.

Nesse período de ofertas, é muito comum que promoções falsas sejam divulgadas a fim de roubarem esses dados dos internautas. Para não cair em uma roubada e ter uma Black Friday mais tranquila, é bom seguir as seguintes dicas de segurança digital :

  1. Tome cuidado com promoções boas demais recebidas por email, mensagem, redes sociais ou SMS;
  2. Certifique-se de que o site da promoção que você recebeu é o mesmo endereço da loja que a promoção diz se referir. Na dúvida, procure pelo desconto diretamente no site da loja, sem clicar em links;
  3. Confirme que o site é seguro. Para isso, verifique todos os caracteres da URL, checando se a grafia está correta, e veja se o site tem o protocolo de segurança HTTPS (ou o símbolo do cadeado verde no início da URL);
  4. Não utilize um Wi-Fi público para realizar compras online, porque as redes podem ser interceptadas por criminosos que podem obter acesso aos seus dados financeiros;
  5. Não use computadores públicos para realizar suas compras;
  6. Mantenha seu antivírus atualizado.

 

 

Por: Dimitria Coutinho 

mais lidas