Artigos Colunistas

Bêni Biston: A inteligência digital decidirá as eleições 2020

Redação
Escrito por Redação

A inteligência digital decidirá as eleições 2020

Há um ano atrás alguns marqueteiros, vislumbrando as campanhas eleitorais majoritárias, me questionaram onde e como deveriam investir os recursos na área digital. Hoje a preocupação deles continua e é a mesma da maioria dos candidatos que também vão disputar as eleições este ano, o tempo curto (45 dias) que terão para convencer e conquistar o voto do eleitor na web.

A resposta é simples: investir em gestão, desenvolvimento e tratamento de inteligência de dados. Especificamente em SP, nem os marqueteiros e nem os candidatos sabem o que é isso, mas as grandes empresas ou o time de marketing digital do Presidente Bolsonaro já conhecem e usam com maestria há pelo menos dois anos essa metodologia.

As técnicas de marketing digital político mudaram, novas plataformas de mídia e estratégias de inteligência digital foram criadas e desenvolvidas, mas ainda tem “especialistas” que vendem aos candidatos cursos online de como conquistar eleitores via redes sociais. Então aqui vai uma dica para você pré-candidato a vereador ou a prefeito que nunca investiu nos seus canais oficiais de comunicação digital para desenvolver uma comunidade online robusta: esqueça, agora não dá mais tempo, vocês serão engolidos por quem se preparou e acreditou na internet. Para essa disputa ainda existe um agravante, por conta da pandemia, não haverá campanha corpo a corpo, mais um motivo da internet ser o fator predominante nessas eleições.

Mesmo com os recursos do fundão eleitoral, quem começar a despejar dinheiro agora só na rede social convidando o eleitor para conhecer sua página, vai ter que convence-lo e explicar porque só agora na eleição o nobre candidato resolveu aparecer para prestar contas do seu mandato e pedir seu voto. E Isto será quase impossível!

Existe outra solução na web? Sim, existe! Mas as equipes de marketing dos candidatos terão que se familiarizar com as inovações digitais para impactar positivamente os eleitores.

A última campanha eleitoral na cidade de SP (2016) é o maior exemplo de quem apostou na web e foi vitorioso. Na eleição para Prefeito, João Dória investiu pesado no digital e passou o trator em seus concorrentes com o MBL turbinando e sustentando sua campanha nas redes sociais. Já na Câmara paulista, a importância do investimento na internet ficou ainda mais evidente na última corrida eleitoral, 22 vereadores (40%) não conseguiram se reeleger, dando espaço a novos políticos ou até caras já conhecidas que investiram e conseguiram se comunicar e criar comunidades fiéis pelas redes sociais.

Os Candidatos que insistiram na velha forma de se buscar o voto pendurando o famoso quadro do mapa da cidade e pregando pins que indicavam a quantidade de lideranças comunitárias que trariam votos para ele ou simplesmente aguardaram a ajuda das igrejas e da militância politica do seu partido, viram seu império de 3 ou 4 mandatos consecutivos ruir.  No lugar nasceram os mais jovens com a nova forma de fazer política ou até a volta de caras já conhecidas no meio, mas que tiveram a humildade e a sabedoria de se reinventar implementando inteligência digital nas suas campanhas e criando um canal de interação, transparência e participação do eleitorado no seu mandato. Por isso, boa sorte aos eleitores e aos candidatos, pois a internet, de fato, decidirá as eleições este ano.

 

Bêni Biston, é CEO e Founder da Qualimedia – Digital Intelligence.  Já criou e desenvolveu planejamento e estratégia de comunicação e marketing digital para dezenas de campanhas politicas no Estado de SP. Atualmente trabalha e desenvolve projetos focados em performance digital, mídia programática e LGPD.

Sobre o autor

Redação

Redação

%d blogueiros gostam disto: