Destaque Principal Judiciário

Aras e Moraes terão 24h para se pronunciarem sobre habeas corpus de Weintraub

Redação
Escrito por Redação

Ministro do STF Alexandre de Moraes requisitou que ministro da Educação Weintraub preste depoimento sobre falas contra corte feitas em vídeo

Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin solicitou, nesta quinta-feira (28), que o ministro do STF Alexandre de Moraes e o Procurador-Geral da República, Augusto Aras, se manifestem em até 24h sobre o  pedido de habeas corpus preventivo para o ministro da Educação Abraham Weintraub.

Na noite desta quarta (27), o ministro da Justiça, André Mendonça, enviou o pedido para o STF. A ação ocorreu após o ministro do STF Alexandre de Moraes ter requisitado, na terça (26), que Weintraub preste depoimento em até cinco dias sobre as falas que fez contra a corte na reunião com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que teve suas gravações divulgadas na última sexta-feira (22).

No vídeo da reunião, que ocorreu em 22 de abril, Weintraub afirma “eu por mim, colocava todos os vagabundos na cadeia , começando pelo STF [Supremo Tribunal Federal]”.

O pedido de habeas corpus para Weintraub visa suspender o depoimento e impedir que ele seja preso ou sofra alguma medida cautelar caso se recuse a testemunhar.

Veja o despacho completo de Fachin  para Aras e Alexandre de Moraes :

“Tendo em vista a relevância da matéria, oficie-se à autoridade coatora, Ministro Alexandre de Moraes, relator do Inquérito n.o 4.781, a fim de que apresente as informações que entender pertinentes, e, abra-se vista à Procuradoria-Geral da República, para se manifestar no prazo de até 24 horas”, escreveu o ministro sobre o habeas corpus de Weintraub .

Sobre o autor

Redação

Redação

%d blogueiros gostam disto: