Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Após manifesto, Casemiro critica a realização da Copa América no Brasil: “Não foi da melhor maneira”

Publicado

em

Após manifesto, Casemiro critica a realização da Copa América no Brasil: "Não foi da melhor maneira"

Capitão da Seleção, no entanto, reafirma posição de jogadores de disputar a competição

Casemiro, capitão da Seleção Brasileira, criticou a organização da Copa América no Brasil, em entrevista coletiva neste sábado, véspera do duelo contra a Venezuela. Na última semana, os jogadores publicaram em suas redes sociais uma nota já demonstrando a insatisfação com a disputa do torneio, mas afirmando a intenção de jogar.

O Brasil estreia na competição contra a Venezuela, neste domingo, às 18h, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

– A gente já se manifestou e não estávamos feliz com a Copa América ser aqui no Brasil. Somos atuais campeões. A forma como ela foi apresentada. Copa América tão bonita, uma competição centenária não pode ser organizada em 10 dias. A forma que foi feita, não foi da melhor maneira. Mas estamos aqui e queremos vencê-la – disse o volante.

O discurso de Casemiro esteve bem alinhado com o que o técnico Tite falou, também em coletiva, no sábado. O treinador revelou que partiu dos jogadores um pedido à CBF para que a competição não fosse organizada no Brasil. A solicitação, contudo, não foi atendida.

Adversária do Brasil na estreia deste domingo, em Brasília, a Venezuela sofreu um surto de Covid-19, com 12 jogadores infectados e que não poderão mais defender a seleção. Casemiro lamentou a situação dos rivais.

– A gente fica chateado, principalmente, pelo espetáculo. É uma das coisas que tocamos, também em 10 dias fazer uma Copa América tão importante assim…Ficamos chateados que a Venezuela não vai jogar com sua força máxima. Porém, temos que jogar o jogo e fazer o melhor possível. Somos o Brasil e precisamos honrar essa camiseta e fazer o melhor jogo possível. Do outro lado existe a Venezuela, que quer vencer da gente – disse.

.

.

.

Fontes: Ge – Globo Esporte.

mais lidas