Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Análise: Corinthians amadurece com Vagner Mancini, e meta de Ano Novo é não perder embalo

Publicado

em

Análise: Corinthians amadurece com Vagner Mancini, e meta de Ano Novo é não perder embalo

Timão fortalece defesa, muda postura em 2020 e segue na briga por vaga na Libertadores

Melhores momentos de Botafogo 0 x 2 Corinthians pela 27º do Brasileirão

Melhores momentos de Botafogo 0 x 2 Corinthians pela 27º do Brasileirão

O ano de 2021 chegará como uma doce esperança em todo mundo.

Submerso numa rotina angustiante neste ano pela pandemia do coronavírus, todo o planeta vê na virada de 31 de dezembro para 1º de janeiro uma passagem de oportunidade. De novos tempos. Uma luta por dias melhores.

No futebol, recorte menos importante nesse contexto todo, muitos jogadores e times também enxergam o ano que nascerá como uma chance de virada. Ao Corinthians, porém, a torcida é mais por uma continuidade do que por uma ruptura. O Timão atingiu um estágio desejado. E daí para mais.

– É importante que se entenda que o Corinthians está em evolução e que tem margem ainda para melhora – declarou o técnico Vagner Mancini, depois da vitória por 2 a 0 contra o Botafogo, ao falar sobre as chances de gol desperdiçadas.

Cazares comemora o primeiro gol do Corinthians contra o Botafogo — Foto: André Durão

Cazares comemora o primeiro gol do Corinthians contra o Botafogo — Foto: André Durão

Depois de um 2020 que parecia tenebroso até outubro, o Corinthians renasceu com Vagner Mancini. São 14 jogos, com sete vitórias, quatro empates e três derrotas. Um aproveitamento de 59,5%.

É claro que ainda há para onde ir. Ainda há objetivos a buscar. Aspectos a melhorar. Mas olhando para a toda a caminhada percorrida nos últimos dois meses, a fase final do Brasileirão será de aperfeiçoamento de um trabalho que, hoje, já pode ser considerado muito bom.

O Timão chegou a três vitórias consecutivas neste domingo, vencendo o Fogão pela primeira vez na história no Engenhão, e finalizou o ano com seis jogos de invencibilidade. Na nona posição com 39 pontos, se mantém na briga por uma vaga na Libertadores de 2021. Com 11 jogos pela frente até fevereiro.

Mas o que explica a transformação do Corinthians com Mancini? Abaixo, alguns pontos:

  • A ideia de jogo de Mancini é compatível com o elenco disponível;
  • Houve um crescimento individual dos principais líderes técnicos;
  • O sistema defensivo encaixou e levou um gol nas últimas seis partidas;
  • Com menos jogos, a parte física tem sobressaído, com doação integral;
  • Mancini recuperou jogadores desacreditados (Davó, Mosquito, etc);
  • O Corinthians ganha jogos fora de casa (quatro vitórias e três empates);
  • Forte psicologicamente, não teme nem os líderes (Inter, São Paulo…);
  • Estudioso, Mancini tem acertado mais do que errado em estratégias e escalações;

Trata-se, portanto, de um Corinthians completamente diferente do que víamos com Tiago Nunes e Dyego Coelho. Vertical ao extremo e com um espírito de competição, o Timão tem criado cada vez mais chances de gol, mesmo que muitas vezes ainda peque nas finalizações.

Na vitória contra o Botafogo, o segundo gol demorou tanto para sair que parecia até óbvio que o Botafogo acharia o gol de empate numa bola rebatida. Não achou. E Mateus Vital fez o segundo.

O próximo jogo será diante do Fluminense, em 13 de janeiro, pela 29ª rodada, na Neo Química Arena. O Timão, é bom lembrar, teve um jogo remarcado na 28ª rodada. O Dérbi, que antes seria no dia 6 de janeiro, agora será realizado no dia 18, por conta de conflito de datas do rival na Libertadores.

O grande desafio é manter a motivação num período tão grande sem jogos. É manter a chama acesa, a motivação viva e a empolgação quente. Como a esperança de todo o planeta por um 2021 melhor.

.

.

.

GE – Globo Esporte.

mais lidas