Siga nossa Redes

saúde

Estado de SP deve receber 500 mil doses da vacina de Oxford do governo federal

esportes

Publicado

em

Estado de SP deve receber 500 mil doses da vacina de Oxford do governo federal

Cerca de 1/4 do carregamento importado da Índia deve ser entregue ao estado de São Paulo a partir deste domingo (24). Instituto Butantan liberou ainda outras 700 mil doses da vacina CoronaVac para o Ministério da Saúde, enquanto 200 mil foram destinadas diretamente à secretaria da Saúde de SP.

O estado de São Paulo deve receber 501.960 doses da vacina contra Covid-19 desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford. O montante corresponde a cerca de um quarto (25%) do carregamento com 2 milhões de doses da vacina entregue pelo laboratório indiano Instituto Serum ao Ministério da Saúde na última sexta (22).

 

2 milhões de doses da vacina de Oxford desembarcaram no aeroporto de Guarulhos, em SP, nesta sexta-feira (22). — Foto: REUTERS/Amanda Perobelli

2 milhões de doses da vacina de Oxford desembarcaram no aeroporto de Guarulhos, em SP, nesta sexta-feira (22). — Foto: REUTERS/Amanda Perobelli

Estado de SP receberá 501.960 doses da vacina de Oxford contra a Covid-19

Estado de SP receberá 501.960 doses da vacina de Oxford contra a Covid-19

O cronograma feito pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e pelo Ministério da Saúde prevê que São Paulo deve receber as 500 mil doses a partir do final da tarde deste domingo (24). O estado vai ficar com a maior parcela do lote de vacinas, já que a distribuição é proporcional à população de cada local. São Paulo tem cerca de 46 milhões de habitantes.

O primeiro carregamento com 2 milhões de doses desta vacina chegou ao Rio de Janeiro na noite de sexta-feira (22), depois que o governo indiano autorizou as exportações comerciais do imunizante. A carga vinda da Índia passou por um processo de análise de segurança desde a madrugada.

Fiocruz dá detalhes sobre 2 milhões de doses da vacina de Oxford

Fiocruz dá detalhes sobre 2 milhões de doses da vacina de Oxford

Nova leva da CoronaVac

 

O estado de São Paulo já recebeu cerca de 1,3 milhão de doses da CoronaVac, que foram distribuídas pelo governo estadual por todos os munícipios. Nos próximos dias, outras 200 mil doses dessa vacina, desta vez parte de um lote envasado pelo Instituto Butantan, devem ser distribuídas pelo estado.

O Butantan entregou no fim da tarde desta sexta-feira (22) mais 900 mil doses da vacina CoronaVac para a Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo e para o Ministério da Saúde, após a liberação do uso emergencial das doses envasadas na sede do instituto pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Segundo o Instituto Butantan, 200 mil doses foram levadas ao Centro de Distribuição e Logística da Secretaria da Saúde de São Paulo e 700 mil foram entregues ao governo federal na central de distribuição do Ministério da Saúde, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Ao todo, a Anvisa aprovou o uso de 4,1 milhões de doses da CoronaVac. No entanto, as outras 3,2 milhões de doses envasadas, rotuladas e embaladas no Butantan a partir de matéria-prima enviada da China serão liberadas e distribuídas após passarem por um processo de inspeção de controle de qualidade do instituto. O Butantan afirmou que ainda não há previsão da entrega das doses que serão inspecionadas.

A Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo informou que as novas doses serão distribuídas aos municípios a partir da próxima semana, mas não soube dizer a data exata e nem detalhar a quantidade que cada cidade irá receber.

G1 entrou em contato com o Ministério da Saúde obter detalhes da distribuição da vacina e aguarda um posicionamento.

Governador João Doria (PSDB) e funcionários do Butantan ao lado de caminhão que carrega nova leva de doses da CoronaVac, em fotografia desta sexta-feira (22) — Foto: Divulgação/Governo de São Paulo

Governador João Doria (PSDB) e funcionários do Butantan ao lado de caminhão que carrega nova leva de doses da CoronaVac, em fotografia desta sexta-feira (22) — Foto: Divulgação/Governo de São Paulo

Na segunda-feira (18), o Butantan fez um pedido de uso emergencial para 4,8 milhões de doses da CoronaVac envasadas no instituto, em São Paulo, o que foi aprovado pela Anvisa nesta sexta (22). No entanto, a estimativa foi corrigida pelo Butantan após processo de envase e conferência do lote, e o total de doses envasadas foi de 4,1 milhões de doses.

O cronograma firmado em contrato com o Ministério da Saúde prevê a entrega de 8,7 milhões de doses da vacina previstas até 31 de janeiro. Desse total, 6 milhões foram entregues ao longo desta última semana.

.

.

.

G1 – Globo.

Publicidade

mais lidas