Siga nossa Redes

Destaque

Palmeiras x Corinthians: Abel e Mancini estreiam no Dérbi e tentam manter confiança em alta

esportes

Publicado

em

Palmeiras x Corinthians: Abel e Mancini estreiam no Dérbi e tentam manter confiança em alta

Verdão é finalista em dois torneios, enquanto Timão não perde há sete jogos no Brasileirão

O Dérbi desta segunda-feira vale muito mais do que apenas três pontos para Palmeiras e Corinthians. O clássico ocorre às 19h (de Brasília), no Allianz Parque, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, e coloca frente a frente dois técnicos em alta atualmente no cenário nacional e que vão disputar pela primeira vez o tradicional duelo estadual.

Abel Ferreira chega com as credenciais de quem classificou o Verdão às finais da Copa do Brasil e da Libertadores. O Alviverde é também o líder do returno deste Brasileirão e pode entrar de vez na briga pelo título em caso de vitória contra o rival de Itaquera.

Já Vagner Mancini chega com a fórmula secreta do “Mancinismo” para o clássico. Em 13 jogos disputados no Brasileirão, tirou o Corinthians das últimas posições para colocá-lo em oitavo lugar. São sete jogos de invencibilidade e quatro vitórias seguidas do Timão.

Para ambos os técnicos, novatos em Dérbi, o jogo desta segunda-feira significa também a coroação de um momento especial da temporada. Vencer é manter em alta a confiança.

“Avanti”, Abel

 

Até então desconhecido no Brasil, o português foi contratado em novembro para o lugar de Vanderlei Luxemburgo, que vinha sendo substituído interinamente por Andrey Lopes, auxiliar da comissão técnica permanente do clube.

Não demorou para o treinador chamar atenção e cair nas graças da torcida. Abel Ferreira impressionou em pouco tempo à frente da equipe, da apresentação, quando demonstrou ter estudado muito bem o clube e o elenco, aos gritos de “Avanti Palestra” no vestiário e, sobretudo, aos bons jogos.

Ao todo, são 20 partidas no comando do Palmeiras, com 12 vitórias, cinco empates e três derrotas. Mas mais do que isso: com o time vivo ainda em três competições, mas principalmente na Libertadores e na Copa do Brasil, torneios em que é finalista.

Trabalho de Abel Ferreira em pouco tempo de Palmeiras tem impressionado positivamente — Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Trabalho de Abel Ferreira em pouco tempo de Palmeiras tem impressionado positivamente — Foto: Cesar Greco/Palmeiras

A classificação à final sul-americana é um feito histórico. O clube não alcançava essa fase desde 2000. Além de ter sido campeão em 1999, foi finalista apenas em outras quatro ocasiões.

 

Apesar de o Brasileirão teoricamente não ser prioridade a essa altura, Abel não largou mão do campeonato. O Palmeiras luta na parte de cima da tabela e, nesta segunda-feira, ele tem outro desafio em particular: o duelo com o Corinthians, maior rival alviverde, é também seu primeiro clássico no cargo.

O tal “Mancinismo”

 

Responsável direto pela “mudança de chave” do Corinthians no Brasileirão, Mancini fará sua estreia em Dérbis nesta segunda. O treinador já conquistou uma vitória diante do São Paulo e ainda não enfrentou o Santos. Com ele, o Timão deixou a parte de baixo da tabela e mudou de patamar na disputa.

Para Mancini, além de três pontos, confiança em alta e estreia com “pé direito” em Dérbis, uma vitória no clássico significa também colocar o Corinthians de vez na briga por uma vaga direta à Libertadores. Oito pontos separam a equipe do Grêmio, quarto colocado, e seis do Palmeiras, o sexto colocado.

Com os bons resultados (sete jogos de invencibilidade) e quatro vitórias seguidas, Mancini virou “Mancinismo” e a expectativa corintiana é de fazer a boa fase perdurar.

Técnico Vagner Mancini, sorridente, durante treino do Corinthians — Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians

Técnico Vagner Mancini, sorridente, durante treino do Corinthians — Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians

As lições do treinador passam por uma melhora do sistema defensivo, com um quinteto formado por Cássio, Fagner, Jemerson, Gil e Fábio Santos, e também o alto e constante desempenho de jogadores importantes para o coletivo, como Gabriel e Cazares.

Além da boa fase de outras peças, como Gustavo Mosquito e Mateus Vital. Com um time encaixado e ideias claras de jogo, como o avanço objetivo ao ataque e a troca de passes eficiente, o Timão goleou o Fluminense em casa na última quarta-feira e chega embalado.

.

.

.

GE – Globo Esporte.

Publicidade

mais lidas