Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Colunistas

10 mitos e verdades sobre a osteoporose

Publicado

em

10 mitos e verdades sobre a osteoporose

20 de outubro é o dia dessa doença que costuma ser silenciosa e faz muitas vítimas

No país não existem números totalmente comprovados, mas estima-se que existam 10 milhões de brasileiros com esse mal e não há dúvidas de que se trata de um problema de saúde pública. Além de a osteoporose normalmente não dar sinais de que está danificando os ossos, existem muitas crenças erradas a seu respeito. Por isso, convidamos a geriatra Daniela Gomez, do SBA Residencial, em São Paulo, para nos ajudar a levantar os principais mitos e verdades sobre o problema.

 

1 – Apenas as mulheres sofrem com ela

Mito. De fato, a maioria das pessoas que sofre com essa doença reumática que acontece devido à baixa densidade da massa óssea, o que costuma levar a fraturas – acredita-se que 2,4 milhões dos casos aconteçam por causa do enfraquecimento do esqueleto – é do time feminino, mas ela também pode dará as caras nos homens. “Quando chegamos à menopausa e há uma diminuição na quantidade de estrógeno, temos muito mais chances de sofrer com o quadro, pois o hormônio tem uma ação protetora, mas eles também podem sair do consultório médico com esse diagnóstico”, diz Daniela.

 

2 – O mal atinge apenas pessoas da terceira idade.

Outro mito! Existem dois tipos de osteoporose, a primária que acontece pós-menopausa e a chamada secundária, que pode ser desencadeada por fatores como doença celíaca e o uso de corticoides, que também podem surgir em pessoas jovens.

 

3 – Ele tem influência genética

Essa é uma verdade. Se há histórico familiar, a pessoa tem mais chance de apresentar o quadro.

 

4 – A alimentação favorece na prevenção

Fato! Quem tem um cardápio rico em cálcio, tem menos risco. “No caso de um idoso, o recomendado é 1200 microgramas do mineral por dia, mas em excesso ele também pode ser prejudicial, por isso o ideal é ter a prescrição de um especialista”, afirma Daniela. E ela ainda lembra: “A cafeína pode atrapalhar a absorção do mineral, mais uma razão para contar com a ajuda de um profissional.”

 

5 – Pacientes com osteoporose não podem praticar atividades físicas.

Na realidade é o contrário. Atividades físicas com impacto, as caminhadas, por exemplo, ajudam a prevenir e tratar o caso.

 

6 – É um mal silencioso

Fato! Ele não apresenta nenhum sintoma até que aconteça uma fratura, especialmente nos punhos, braços, coluna e fêmur. Por isso, é importante realizar um exame chamado densitometria óssea que avalia essa questão.

 

7 – A doença não tem cura

De fato ela não tem um tratamento 100% eficaz. É preciso controlá-la.

 

8 – Cigarro e álcool pioram o quadro

Assim como acontece em outras doenças, esses dois fatores são prejudiciais.

 

9 – É possível retardar o seu risco desde a infância

“Crianças que praticam mais atividade física, têm uma alimentação mais equilibrada e tomam mais sol, o que aumenta a quantidade de vitamina D, têm menos chance de desenvolver o problema”, garante Daniela.

 

10 – As pessoas mais magrinhas têm mais risco de sofrer com fraturas provocadas pela osteoporose

 Segundo a Dra. Daniela, pode parecer o oposto, mas isso é uma verdade.

 

 

_______________

*Dra. Daniela Gomez, CRM – 104817
Coordenadora Médica do SBA Residencial

 

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mais lidas